Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Rápido, simples e indolor, o teste detecta deficiências auditivas precocemente, evitando que comprometam o desenvolvimento da linguagem do recém-nascido

Todos os meses pelo menos 500 bebês são submetidos ao teste da orelhinha no Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth, a única unidade no estado que realiza este serviço de forma gratuita para crianças de Boa Vista e do interior. O teste pode ser feito de segunda a sexta-feira e são distribuídas 50 senhas por dia, 25 pela manhã e 25 à tarde.

Segundo a fonoaudióloga, Taissa Luna, o teste é fundamental para adiantar o tratamento, caso a criança seja diagnosticada com alguma complicação. “É preciso detectar qualquer problema na audição do bebê o mais rápido possível para que ele possa realizar o tratamento o quanto antes e evitar o comprometimento da fala e audição”, explicou.

A Triagem Auditiva Neonatal, ou Teste da Orelhinha, é um exame rápido, simples e indolor que detectar deficiências auditivas precocemente no recém-nascido. O ideal é que o bebê faça o teste a partir de 24h de vida ou até 30 dias após nascimento.

O teste acusa eventuais anormalidades na cóclea, região do ouvido repleta de células que têm a função de captar ondas sonoras. Uma vez danificadas, estas unidades não são repostas pelo organismo.

RESULTADOS - A cada 100 testes realizados, cerca de 98% apresentam resultado positivo, ou seja, indicam que a criança tem uma audição perfeita. Aproximadamente 2% acusam negativo, o que não significa, necessariamente, que o pequeno tenha algum déficit. “O tamanho reduzido das estruturas auditivas e o acúmulo de secreções no pós-parto podem fazer soar um alarme falso”, alertou Taissa.

Nesse caso, não há motivo para sofrer por antecipação. Basta repetir o procedimento após um mês. Se, novamente, o resultado for negativo, aí sim é preciso submeter a criança a um teste mais preciso, o BERA, que registra a atividade elétrica no sistema auditivo, em todo o percurso entre a orelha e o cérebro. Se esse teste também apontar problemas, aí, sim, existe indicação de partir para um tratamento específico.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down