jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

“Diálogos na Sala de Espera” são desenvolvido pela Defensoria Pública do Estado desde 2016

Às vésperas do feriado do Corpus Christi, o projeto 'Sala de Espera' da DPE - Defensoria Pública do Estado continua, amanhã, quarta-feira (19), com a palestra sobre a importância da doação de sangue, em alusão ao Junho Vermelho. A educação em direito é voltada para assistidos que aguardam por atendimento e tem a duração de 30 minutos, com início às 9h.

Na última segunda-feira (17), a palestra foi ministrada pela assistente social do Hemocentro, Francisca Edna Félix de Araújo. O assunto volta para os assistidos que estarão nesta quarta (19), na sede da DPE, na Avenida Sebastião Diniz, 1165 – Centro.

Os diálogos são desenvolvidos desde 2016 e são realizados das 9h às 9h30, toda segunda e quarta-feira. O projeto visa levar conhecimento para os assistidos sobre temas sociais diversificados.

A assistida autônoma, Eva Maria Reis de Sousa fala que é muito importante doar sangue. “Porque hoje muitas pessoas estão internadas nos hospitais dependendo de bolsa de sangue, e muitas vezes uma pessoa está acidentada e precisa de uma cirurgia e não tem bolsa suficiente no banco de sangue, por causa disso, o paciente acaba vindo a óbito por falta de sangue”, comentou Eva.

Eva ainda alerta que hoje em dia, uma bolsa de sangue é muito cara e chega a custar em torno de 800 reais, então é preciso incentivar os possíveis doadores. “Hoje você pode não estar precisando, mas amanhã pode precisar. Minha mãe esteve internada no HGR (Hospital Geral de Roraima), com uma hemorragia e precisou de muito sangue, já imaginou se não tivesse esse sangue pra repor? Por isso, é importante doar”, diz assistida.

Doação - Estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar no mínimo 50 kg, ter dormido pelo menos 6h nas últimas 24 horas e estar alimentado são os principais requisitos para quem pretende doar sangue, por isso evite alimentos gordurosos e aguarde até 2 horas para doar. Menores de 18 anos precisam estar acompanhados com responsáveis ou com formulário de autorização.

Em um hospital, a falta de sangue pode levar ao cancelamento de procedimentos e cirurgias. Um adulto possui em média cinco litros de sangue e em uma doação são coletados no máximo 450 ml, menos de 10% de seu sangue. Uma doação é capaz de salvar até quatro vidas. Mesmo assim, o banco de sangue precisa sempre estar abastecido, pois o sangue tem data de validade e dura apenas três dias.

Antes do procedimento, o doador passa por uma avaliação em ambulatório para certificar se não existe risco de doenças. A doação não causa prejuízos no organismo e é 100% voluntária.

 

0
0
0
s2smodern

logo JRH down