Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Inicialmente, 57 reeducandos do regime semiaberto vão trabalhar. Expectativa é que 200 participem do projeto até o final do ano

O governo do estado lançou na terça-feira (24/10) o Projeto Roma e que será coordenado pela Secretaria de Justiça e Cidadania – Sejuc. A proposta é a reintegração social dos presos do regime semiaberto, sem proposta de emprego. O projeto é resultante de um acordo de cooperação técnica com a Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça e Roraima – TJR e o Ministério Público Estadual – MPE.

Na fase inicial, o projeto que aponta para a reintegração social dos presos remindo a pena executando trabalhos de revitalização de áreas e instalações do estado, vai envolver 57 apenados. O primeiro trabalho será a revitalização da Rodoviária Internacional José Amador de Oliveira Baton. Conforme o secretário estadual de Justiça e Cidadania, Ronan Marinho, a expectativa é que até o final do ano, 200 presos estejam trabalhando na revitalização de outros prédios públicos.

“Esse projeto lançado hoje traz esperança para toda a sociedade. Os presos que hoje estão aptos a trabalhar nas reformas dos prédios públicos já passaram por diversas qualificações, como curso de engenharia hidráulica, elétrica, edificação. Agora eles vão colocar na prática o que aprenderam e vão poder mostrar para sociedade que o trabalho pode mudar a vida de uma pessoa”, afirmou.

Ronan explicou que esse é mais um dos vários projetos que estão sendo desenvolvidos dentro do sistema prisional, visando qualificar e reinserir o reeducando na sociedade.

“Hoje nós temos o coral que, inclusive, se apresentou nesta cerimônia de lançamento e emocionou a todos os presentes. Temos o Agroarte, que recicla pneus usados, o projeto de remissão por cada livro lido, entre outros que buscam levar dignidade para o cumprimento da pena”, ressaltou.

PROJETO ROMA - O nome Roma é inspirado em um dos principais juristas: Eneo Domitus Ulpianos, romano de grande influência para o mundo do direito e todo o seu desenvolvimento. Ele defendia a ideia de viver honestamente, não ofender ninguém e dar a cada um o que lhe pertence. Nesse contexto, os presos vão ter remissão de pena a cada serviço prestado em prol da sociedade.

Durante a cerimônia realizada na Sejuc foram entregues 7 carros-celas para as unidades prisionais do estado. As viaturas no valor unitário de R$ 189 mil, fazem parte do legado deixado pelas Olímpiadas Rio 2016, sendo doadas ao estado por meio de um convênio entre a Sejuc o Departamento Penitenciário Nacional – Depen.

Eles foram entregues à Penitenciária Agrícola de Monte Cristo – PAMC, Cadeia Pública Masculina, Cadeia Pública Feminina, Centro Penal Provisório – CPP e Cadeia Pública de São Luís, ficando o sétimo carro-cela, à disposição do Departamento do Sistema Prisional Estadual – Desipe da Sejuc.

“Esses veículos são novos e estão equipados com o que há de mais moderno para atender uma das maiores reivindicações do sistema, que é o transporte dos presos para as audiências e serviços de saúde”, frisou Ronan Marinho.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down