Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A 1ª Brigada de Infantaria de Selva tem prestado ao estado de Roraima uma contribuição espetacular com o patrulhamento de fronteira, sobretudo na faixa que compreende a Venezuela. Atualmente a corporação está desencadeando a Operação Controle em Roraima, cujos objetivos são combater crimes transfronteiriços e secundariamente apoiar o controle migratório.

Nas 2 rodovias que dão acesso ao Brasil, a Brigada conta com o funcionamento de Postos de Bloqueio e Controle de Estradas (PBCE), vistoriado pessoas e veículos que vêm de Santa Elena de Uairen, que têm parada obrigatória no posto de Pacaraima (BR174), o mesmo acontecendo para quem vem de Lethem, na Guiana, parada obrigatória em Bonfim (BR401).

De acordo com os levantamento da Brigada no posto de Pacaraima dos números significativos têm-se, entre fevereiro e março desse ano, cerca de 11.500 venezuelanos que entraram no país, passando pelo PBCE da BR-174, dos quais aproximadamente 84% se declararam turistas, 8% residentes temporários, 2% residentes permanentes e 6% refugiados.

No mesmo período cerca de mil cubanos passaram pelo PBCE da BR-401, todos se declararam refugiados e não tinham Boa Vista como destino final. Em 30 dias de operação foram estabelecidos cerca de 100 PBCE, com 32 mil veículos revistados e mais de 4.200 km percorridos por patrulhas motorizadas.

O balanço da operação mostra que foram apreendidos 3 caminhões, 1 caminhonete, 2 kg de drogas, 22 mil unidades de itens de descaminho, com valor estimado em torno de R$ 2 milhões e 11.500 litros de combustível.

A Operação Controle conta com o apoio de Órgãos de Segurança Pública da esfera federal e estadual, bem como com o apoio de agências governamentais. O Exército Brasileiro permanecerá atuando fortemente na fronteira, contribuindo com a proteção da sociedade e com o desenvolvimento do estado de Roraima.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down