Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Realizar atendimento de qualidade em determinadas situações de risco faz diferença. Por este motivo, o Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança), setor responsável pelo atendimento da emergência na área de segurança pública em Roraima, dispõe de central telefônica e equipes de operadores que atendem às chamadas direcionadas a cinco números de emergência.

“O Ciops tem uma estrutura física de qualidade para atendimentos policiais de emergência”, ressaltou o coordenador do Centro, Cláudio Vieira. As ações feitas pelos operadores objetivam atender à população que busca um serviço rápido de segurança.

Ligado à Sesp (Secretaria Estadual de Segurança Pública), o Ciops trabalha com atendimento emergencial, por meio de uma central telefônica que integra os números 190 (Polícia Militar), 153 (Guarda Municipal), 181 (Disk Denúncia), 197 (Polícia Civil) e o mais recente 192 (Samu - Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

De acordo com o componente da Seção de Planejamento e Estatística da Polícia Militar, capitão Bruno Almeida, em 2017, o número 190 recebeu 80 mil chamadas, solicitando ajuda. Conforme as estatísticas, os maiores números de ocorrências estão relacionados a casos previstos na Lei Maria da Penha e à poluição sonora.

O Centro atende a todo o Estado e as chamadas são recebidas por uma central, unificando todos os serviços. Após o contato, é feita uma triagem, a mensagem é colocada no sistema e enviada aos órgãos competentes. Todas as ligações são gravadas.

Além disso, funciona com o deslocamento de viaturas, com rádio operadores, e desenvolve o trabalho de videomonitoramento, com câmeras que dão suporte ao centro de comando, funcionando 24 horas por dia, na cidade de Boa vista e em localidades do interior do Estado.

BOA VISTA - Na capital, o Centro de Monitoramento possui 37 câmeras em funcionamento, distribuídas em vários pontos da cidade, sendo 29 da Sesp e oito do Projeto Crack - é Possível Vencer.

INTERIOR - Já no interior, o serviço de videomonitoramento possui 14 câmeras em funcionamento, distribuídas entre os municípios de Rorainópolis, Caracaraí, Bomfim e Pacaraima.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down