Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A SESP (Secretaria do Estado da Segurança Pública) realizou na terça-feira (31) uma reunião extraordinária do GGI (Gabinete de Gestão Integrada), que ocorreu na sede da instituição, para tratar sobre os últimos ataques de membros de uma organização criminosa no estado de Roraima. Após um trabalho conjunto das forças de segurança, ao todo, já foram feitas 11 prisões e 3 apreensões.

A Delegada Geral, Giuliana Castro, falou da rapidez que as Polícias Civil e Militar agiram. O Draco (Distrito de Repressão às Ações Criminosas Organizadas) até agora, prendeu e apreendeu, só na capital 7 pessoas (5 adultos e 2 adolescentes), supostamente envolvidas nos ataques.

A Polícia Militar, em Boa Vista, prendeu 3 pessoas e aprendeu 1 adolescente. No município do Cantá, 1 pessoa foi presa e no Caroebe, 2 homens também foram presos, acusados de envolvimento nos ataques naquele município.

“As trocas de informações e o fluxo que elas ocorreram entre as inteligências de cada instituição, foram importantes para darmos uma resposta à altura do ocorrido”, ressaltou a Delegada Geral, Giuliana Castro.

O Superintendente da Polícia Federal, Richard Macedo, durante a reunião propôs um Termo de Cooperação Técnica para montar uma equipe operacional, e assim, agilizar o trabalho em conjunto com todas as Forças de Segurança, que será analisado entre todos os participantes, com a finalidade das medidas serem adotadas aqui no estado de Roraima.

Segundo a titular da SESP, Haydèe Magalhães, o encontro foi a oportunidade onde todas as instituições que trabalham com a Segurança Pública puderam avaliar os últimos acontecimentos. “Analisamos como cada uma pode colaborar para que o combate à criminalidade seja mais eficaz e célere, avalio a reunião como um ponto de união de forças para o bem comum”, disse.

Todos os representantes das instituições de segurança puderam falar e propor alternativas para combater a criminalidade, principalmente no que tange as organizações criminosas. Uma próxima reunião será marcada para continuar os trabalhos e o fluxograma de informações de inteligência.

O GGI (Gabinete de Gestão Integrada) é formado por representantes da SESP, Polícia Civil, Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), Polícia Militar de Roraima, Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, Polícias Federal e Rodoviária Federal, Guarda Municipal, ABIN (Agência Brasileira de Inteligência) em Roraima, 1ª Brigada de Companhia de Selva do Exército, Base Aérea e Casa Militar do Tribunal de Justiça.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down