Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Núcleo da Assembleia Legislativa participa do evento que segue até domingo

Levar informação para escolas e treinar policiais para melhor atendimento às vítimas de crimes sexuais foram algumas das propostas apresentadas durante a programação “Lethem Town Week”, que celebra o aniversário de Lethen, na Guiana, com uma discussão sobre o enfrentamento à violação de direitos humanos na fronteira.

O Núcleo de Promoção, Prevenção e Atendimento às Mulheres Vítimas do Tráfico de Pessoas, da Assembleia Legislativa, participou do evento a convite do Consulado da Guiana, que reuniu instituições envolvidas para debater o assunto. A abertura do evento foi realizada no último dia 14, em Lethem, e a partir de quinta-feira (18), as programações concentradas em Bonfim. A programação segue até o próximo domingo (20).

Nesta quinta-feira (18), foi realizado um seminário para falar sobre os seus serviços disponibilizados por cada instituição no combate ao tráfico de pessoas e sobre como a população pode pedir ajuda. O evento contou com participação de professores e alunos da Escola Aldebaro José Alcântara.

"Precisamos ter mais cuidados com os nossas crianças e adolescentes. Agora sei como ajudá-los quando estiverem passando por essa situação”, disse a professora de Filosofia e Artes, Tarcília Vieira, que atua há mais de 23 anos na área.

Durante o evento, uma estudante de 16 anos, que pediu para não ser identificada, compartilhou a história vivenciada por uma amiga de 14 anos, envolvendo abuso sexual. “Ela chegou na minha casa em lágrimas pedindo ajuda e confessou que tinha sido abusada pelo tio e não sabia o que fazer. Aconselhei sobre como agir”, relembrou.

INSTITUIÇÕES - A coordenadora do Núcleo, Socorro Santos, explicou que as ações foram voltadas para alertar a população sobre o tráfico de pessoas na fronteira. “É uma forma de aproximar as instituições e fortalecer o trabalho contra o tráfico de pessoas no Estado de Roraima, para que possam articular e desenvolver ações eficazes tanto aqui como na Guiana”, disse Socorro.

As ações são coordenadas pelo Comitê Estadual de Enfrentamento ao Abuso Sexual, Exploração Sexual e o Tráfico de Crianças e Adolescentes de Roraima, Rede “Um Grito pela Vida”, da Assembleia Legislativa de Roraima, através da Procuradoria Especial da Mulher e do Núcleo de Promoção, Prevenção e Atendimento às Mulheres Vítimas de Tráfico de Pessoas, Consulado da Guiana no Brasil e demais autoridades da rede de serviços do município de Bonfim.

O evento contou ainda com a participação de instituições como a Defensoria Pública, Conselho Tutelar, Comarca do Município, Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistente Social (Creas) e a Delegacia da Policia Civil.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down