Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Roraima é o Estado que mais recebe pedidos de refúgio no Brasil, ficando a frente de grandes metrópoles como São Paulo

O interventor federal Antonio Denarium recebeu na noite de quinta-feira (13) uma comitiva da Polícia Federal que apresentou um balanço da situação da imigração em Roraima. A intenção, a partir de agora, é de colaboração entre a instituição e o Poder Executivo, cada uma em seu segmento e atribuições, desenvolvendo um trabalho em conjunto para a solução de problemas em prol do bem-estar da sociedade.

O superintendente da Polícia Federal em Roraima, delegado Richard Murad Macedo, afirmou que hoje no Brasil, existem 156 mil pedidos de refúgio. Deste total, mais de 62 mil foram feitos em Roraima.

“Roraima lidera a lista de pedidos, ficando à frente de São Paulo, isso é algo histórico. Hoje Roraima é referência no mundo todo, no acolhimento a imigrantes. Isso tem consequências enormes, não só políticas, mas também econômicas, porque vários outros países têm esse caráter social e econômico voltado para a ajuda, manutenção e ampliação desse atendimento humanitário”, disse.

A diretora executiva da Polícia Federal em Roraima, Silvana Helena, ressaltou que o encontro foi uma oportunidade da Polícia Federal se apresentar ao interventor, para trazer a ele alguns números.

“Colocamos o interventor a par dessa situação. Também tivemos a oportunidade de ouvi-lo, para saber o que ele pretende fazer e quais os rumos que ele pretende dar. Também desejamos contribuir para que políticas de Estado possam ser viabilizadas da melhor maneira possível. Precisamos proporcionar a integração do imigrante com a sociedade local. Isso depende de políticas públicas e trabalho em conjunto entre órgãos federais responsáveis por essa atividade e o Estado”, pontuou.

Denarium afirmou que a partir de agora o Estado trabalhará em conjunto com a Polícia Federal. “Levantamos todas as estatísticas e dados sobre a imigração venezuelana e diante desses números estarrecedores, passamos a figurar na condição de receber aporte de recursos de países que possuem programas voltados ao acolhimento de imigrantes. Somos um povo acolhedor e os venezuelanos estão sendo muito bem recebidos em Roraima. A fronteira permanecerá aberta, vamos continuar recebendo e fortalecendo o trabalho de interiorização deles para outros Estados do Brasil”, declarou.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down