jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, baixou na sexta-feira (29) porta-ria autorizando a atuação da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) em Rorai-ma por mais 180 dias. O documento foi publicado no Diário Oficial da União e atendeu a ofício conjunto do Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR) e do Ministério Público Federal (MPF/RR), de 18 de março deste ano.

Para o Promotor de Justiça Valmir Costa, titular da Promotoria de Justiça de Execução Penal e Controle da Atividade Policial, a medida é de suma importância para dar continuidade ao processo de reorganização do sistema prisional do Estado.

“O Ministério Público vem acompanhando a crise no sistema prisional há alguns anos e a vinda da Força-Tarefa, em novembro de 2018, foi para reorganizar, principalmente a penitenciária de Monte Cristo. A permanência da FTPI permite a reforma da unidade e garante a segurança necessária nesse momento de transição pelo qual passa o sistema prisional do Estado, a fim de que possamos ter mais tranquilidade e condições de garantir a execução penal como rege a lei”, destacou o Promotor.

O Governo do Estado também havia protocolado pedido para que a Força-Tarefa perma-necesse atuando na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC). Com a nova portaria, a partir do próximo dia 04 de abril de 2019, a FTPI ficará mais 180 dias, exercendo atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos na PAMC.

De acordo com o ministro da Justiça ”o número de profissionais a ser disponibilizado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública obedecerá ao planejamento definido pelos entes envolvidos na operação”. A operação terá o apoio logístico e a supervisão dos órgãos de administração penitenciária e segurança pública do Governo de Roraima.

A FORÇA-TAREFA - A Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) atua na PAMC desde 26 de novembro do ano passado. Sob coordenação do Depen, a Força Tarefa atu-almente conta com a participação de 50 agentes federais de execução penal e agentes penitenciários de outros estados.

Ainda dentro das propostas da FTIP em Roraima, o Núcleo de Ensino e Operação treinou servidores estaduais e agentes federais penitenciários. Nos primeiros 63 dias de ativida-des foram localizados 48 celulares, 260 gramas de drogas, além da apreensão de anota-ções do crime organizado que estão subsidiando investigações.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down