Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O Centro Humanitário de Apoio à Mulher (CHAME), de Boa Vista, é o vencedor do Prêmio Dr. Pinotti – Hospital Amigo da Mulher deste ano. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (11) pela segunda secretária da Câmara dos Deputados, deputada Mariana Carvalho (PSDB/RO). O Prêmio Dr. Pinotti – Hospital Amigo da Mulher é concedido pelo Legislativo Federal a entidades governamentais e/ou não governamentais cujos trabalhos ou ações merecem especial destaque pela promoção do acesso e pela qualifica¬ção dos serviços de Saúde da mulher.

O deputado Hiran Gonçalves (Progressistas/RR) comemorou a premiação e lem-brou que o CHAME ficou à frente de outras quatro instituições de peso no atendimento à mulher. São eles: Hospital Mater¬nidade Belarmina Monte, Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA), Materni¬dade Municipal Mãe Esperança e Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania de São Paulo.

“Preocupados com a questão da violência doméstica, a questão das mulheres sub-me¬tidas à violência sexual e à violência de toda ordem, nós conseguimos aprovar a pre-mia¬ção do Centro Humanitário de Apoio à Mulher (CHAME), de Boa Vista, para receber o Prêmio Dr. Pinotti 2018. Esta que é uma instituição de acolhimento da mulher subme¬tida à violência no nosso estado”, disse o deputado Hiran Gonçalves ao receber os cumpri¬mentos pela conquista da entidade de Roraima. Segundo o parlamentar, “o CHAME faz um trabalho maravilhoso em Roraima em apoio à mulher em situação de vulnerabi¬li¬dade”.

Para a segunda secretária da Mesa Diretora, deputada Mariana Carvalho, foi uma honra coordenar os trabalhos e a eleição das cinco instituições que irão receber o Prêmio Dr. Pinotti - Hospital Amigo da Mulher. Ela agradeceu aos parlamentares que participam do ato e lembrou que a entrega da premiação será no dia 23 de maio, no Salão Nobre da Câmara dos Deputados. “A premiação vem ao encontro do trabalho exemplar desenvol-vido por cada uma dessas instituições em benefício da nossa sociedade”, pontuou.

Em outra frente de trabalho do dia, Hiran Gonçalves também foi bem-suce¬dido ao relator o Projeto de Lei 2362 de 2015, e vê-lo aprovado na Comissão de Segu¬ridade Social e Família. O projeto, de autoria do deputado Alfredo Nascimento (PR/AM), propõe “a alteração da Lei Maria da Penha (Lei 11.340, de 2006), para garantir o direito à cirurgia plástica reparadora, no âmbito do Sistema Único de Saúde, à mulher vítima de violência doméstica da qual tenham resultado sequelas físicas”.

“Pela pertinência do assunto que a proposta do deputado Alfredo Nascimento traz à tona e que tem o escopo de proteger as mulheres, principalmente, aquelas mulheres que estão em situação de vulnerabilidade, é que eu relatei e ajudei a aprovar esse projeto de lei”, salientou Gonçalves.

Em sua argumentação de defesa do projeto, Hiran Gonçalves assinalou que, como médicos e políticos, os membros da Comissão de Seguridade têm a oportunidade de conhecer bem a realidade do país. “Sempre estamos viajando, visitando e, cada vez mais, conhecendo a parte mais carente do nosso povo. Assim, sabemos que as mulheres são uma parte muito vulnerável da nossa sociedade e é por isso que eu fiz questão de relatar esse Projeto de Lei, disse.

Na avaliação do deputado Hiran Gonçalves, a aprovação do Projeto de Lei 2362 de 2015, trata-se da definição de um marco legal que protege as mulheres e fará com que elas possam buscar seu direito de cidadania por meio de medidas que faram com que esse marco legal seja respeitado. “Essa é a ideia do nosso projeto”, concluiu.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down