Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Defensoria Pública do Estado (DPE) convocou mais 9 estagiários do curso de Direito – aprovados no 13º Processo Seletivo – a fim de reforçar o serviço de atendimento à população. Todavia, antes de atuarem com os defensores públicos, a turma passa por um treinamento iniciado segunda-feira (4) e se estenderá até hoje no auditório da instituição DPE.

No primeiro dia, a defensora pública, Paula Regina, abordou sobre o funcionamento dos gabinetes dos defensores públicos, e a diretora do Departamento de Recursos Humanos, Eunice Almeida, falou quanto à organização estrutural da instituição, além dos direitos e deveres do estagiário.

Nesta terça-feira o treinamento continua e será realizado pelo subdefensor público-geral, Stélio Dener que abordará sobre histórico da Defensoria Pública do Estado de Roraima, juntamente com Flávio Ferreira que abordará sobre a inteligência competitiva como aporte para os sistemas da DPE.

O treinamento é relativo à organização dos gabinetes, cuidado com as informações e arquivos, atendimento humanizado ao assistido, responsabilidade civil, administrativa e penal a cerca do estagiário, da lei do estágio no código penal, responsabilidade em registrar todas as informações que dizem respeito aos processos dos quais terão acesso.

De acordo com o subdefensor-geral, os novos estagiários vão auxiliar os defensores no atendimento aos assistidos. “Os estagiários convocados atuarão diretamente nas atividades jurídicas, sendo orientados e supervisionados por um defensor público ao qual estiverem subordinados. Eles realizarão atividades de acordo com o grau de instrução acadêmica”, acrescentou o coordenador do estágio forense.

A defensora pública, Paula Regina, comentou que a qualificação é de grande importância para que eles entendam a missão da Defensoria Pública, a importância da assistência jurídica gratuita para a sociedade e a clareza no trabalho desempenhado por eles que irá beneficiar ainda mais o atendimento aos assistidos, bem como os novos conhecimentos que irão adquirir, agregando ao que já absorvem na faculdade, além da visão prática da atuação de um defensor.

O estágio terá a duração de um ano, prorrogável por igual período, com uma jornada de quatro horas. Durante esse período, o estagiário receberá uma bolsa no valor de um salário mínimo e mais auxílio-transporte.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down