Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Pelos registros do Ministério da Justiça só em Roraima houve 18.374 pedidos de refugio até o primeiro semestre

O número de refugiados venezuelanos em Roraima continua aumentando a cada dia, sem que se tenha um controle efetivo de entrada pela fronteira do vizinho país, na cidade de Pacaraima, muito embora o Exército brasileiro aumente o rigor na triagem dos que fogem da grave crise por que passa o país, imposta pelo regime do presidente Nicolás Maduro.

De acordo com os dados oferecidos pelo Ministério da Justiça o número de refugiados continua aumentando a cada dia, fechando o primeiro semestre do ano com 24.356 venezuelanos que pediram refúgio no Brasil. Isto representa um crescimento de 26,6% em relação ao ano anterior, conforme levantamento oficial.

Os dados apontam que apenas em Roraima, principal porta de acesso dos venezuelanos que chegam ao Brasil, foram registrados 18.374 pedidos de refúgio no primeiro semestre de 2018, número maior do que o total de pedidos em todo o país registrados em 2017, que foi de 17.865.

O segundo estado que recebeu o maior número de pedidos de refúgio de venezuelanos no primeiro semestre deste ano foi o Amazonas com 4.918 pedidos, seguido por São Paulo (287), Ceará (226) e Rio de Janeiro (91).

A região Norte do Brasil, conforme os dados do Ministério da Justiça, é a que concentra o maior número de pedidos com 23.428, seguida por Sudeste (407), Nordeste (267), Sul (153) e Centro Oeste (101). Até julho de 2017, estimava-se que havia cerca 30 mil venezuelanos no Brasil em situações migratórias diversas ou em situação irregular.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down