Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O Centro Universitário Estácio da Amazônia renovou na tarde dessa quarta-feira (8), o termo de Cooperação Técnica entre os projetos de extensão do curso de Serviço Social da instituição e a DPU (Defensoria Pública da União). A parceria tem por objetivo afirmar o compromisso de colaboração profissional entre ambas as instituições.

De acordo com a coordenadora de estágio do curso de Serviço Social da Estácio, Neilza Firmino, o termo prevê a prestação recíproca de assistência social integral e gratuita para a comunidade. Além disso, a colaboração proporciona aos acadêmicos espaço para o exercício do estágio obrigatório previsto no currículo do curso.

“A assistente social do Núcleo Sócio Jurídico atuará um dia da semana juntamente com as estagiárias do curso de Serviço Social para responder às demandas postas pela DPU. Essa parceria oportuniza aos estagiários uma nova chance de experiência de estágio em outra esfera da área jurídica”, contou.

Além da coordenadora de estágio, participaram da assinatura do termo a defensora pública chefe, Aline Papazis; a reitora da Estácio da Amazônia, Brena Linhares; e a coordenadora do curso de Serviço Social, Sandra Ferro.

A cooperação entre a Defensoria Pública da União e o Núcleo Sócio Jurídico da Estácio já existe desde 2016. Conforme Neilza, a renovação garantirá mais dois anos de parceria entre as instituições. Assim como, possibilitará o atendimento contínuo aos beneficiários que demandam de um estudo social e não possuem profissional de serviço social na DPU.

“Nada foi alterado no termo de cooperação técnica, ele vem para auxiliar nas defesas dos benefícios após os estudos sociais e contribui positivamente aos usuários atendidos pela Defensoria em parceria com a Estácio”, informou.

A reitora Brena Linhares frisou a importância da parceria para os acadêmicos, que precisam do estágio para colocar em prática o que aprendeu em sala de aula. “Além de terem nova oportunidade em esfera da área jurídica que também contribuirá para atender os beneficiários que demandam de um estudo social e que não possui profissional de Serviço Social na DPU”, concluiu.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down