Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O IPEM-RR (Instituto de Pesos e Medidas de Roraima) vai ganhar uma nova sede. A assinatura da ordem de serviço e lançamento da maquete aconteceu na manhã de sábado (15). A solenidade foi realizada no Salão Nobre do Palácio Senador Hélio Campos e contou com a participação do ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge.

A pedido do interventor federal e o governador eleito, Antonio Denarium a nova estrutura do Instituto vai contar com um laboratório de grãos, que vai beneficiar os produtores do estado. “Essa obra é de grande importância. Atualmente os empreendedores precisam procurar laboratório em outros estados para fazer a classificação de grãos e análise folhear, isso demanda um custo alto e os resultados das análises demoram muito a retornar. Esse novo laboratório vai reduzir os custos para esses produtores, além alavancar a economia local”, ressaltou Denarium.

Ao todo, foram disponibilizados de R$ 5,1 milhões de recurso pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, por meio Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), e emenda parlamentar do deputado federal, Jhonatan de Jesus, para construção e aquisição de equipamentos e mobília da nova sede do Ipem, localizada na avenida Surumu, bairro São Vicente.

Marcos Jorge, ministro do MIDC, destacou que tem trabalhado para melhorar as condições do Estado. “Desde que assumi como ministro vi a necessidade de Roraima contar com uma sede do Ipem adequada nos parâmetros nacionais, essa obra vai beneficiar consumidores, comerciantes, e produtores rurais”.

Para a presidente do Ipem-RR, Isabella Dias, a construção de uma nova sede, equipada com laboratórios adequados, vai melhorar os serviços e verificações realizadas pelo Instituto em Roraima. “Isso é importante principalmente no que se refere às fiscalizações de produtos importados, que têm se tornado cada vez mais comum nas feiras livres da Capital”, disse.

Ela ressalta que essa conquista representa também melhores condições de trabalho para os técnicos. “Toda prestação de serviço público bem feito perpassa antes por boas condições de trabalho, as conquista dos últimos quatro anos foram essenciais para o bom desempenho das equipes técnicas”, complementou.

ARRECADAÇÃO - Os resultados obtidos nos últimos anos, com o aumento das fiscalizações, tem solidificado a ações de proteção dos direitos do consumidor e garantido a justa concorrência entre os fornecedores.

Conforme Isabella, como consequência desse aumento, houve também um considerável incremento na arrecadação da receita. Que de 2014 para 2017, teve um crescimento de 52% na arrecadação da receita.

A receita planejada em 2017 para o órgão foi de R$ 1.985.447,77 e a receita realizada, de R$ 2.009.489,76. Comparando os valores previstos e realizados a arrecadação ultrapassou a meta, atingindo o patamar de 101%”.

“Embora haja uma escassez de recursos, o Ipem executou o plano de trabalho do exercício financeiro de 2017 com índices que atingiram metas consideradas excelentes, ficando, inclusive, entre os melhores da rede metrológica brasileira” explicou a presidente.

Em 2018, a receita realizada até o mês de outubro foi de R$ 1.161.072,56, representando, até o momento 61% da meta planejada.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down