jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A DPE – Defensoria Pública do Estado, executando o seu projeto de solidariedade às pessoas carentes, prestou atendimento a mais de 2 mil pessoas, domingo (26 de maio), tendo como apoio a Escola Estadual América Sarmento, zona Oeste da capital. A programação social era parte das comemorações dos 19 anos de atuação do órgão no Estado.

Todo esse trabalho, denominado Defensoria Solidária, contou com a parceria de vários entes sociais, levando serviços à população, como atendimentos médicos, psicossocial, consultas, atividades de prevenção da mulher, aplicação de flúor, saúde bucal, orientação materna, direitos do consumidor marcaram o dia.

Também teve renegociação de débitos com a CAER, emissão de carteira de trabalho e de RG na hora, estética e imagem pessoal, vacinação, defesa pessoa para mulheres, time de futsal Constelação com atividades recreativas para crianças, orientação para evitar acidente de trânsito e de salvamento, diversas palestras.

O carro chefe da ação foi os atendimentos jurídicos ofertados por vários defensores públicos, assessores jurídicos da DPE e pela Justiça Itinerante. Uma das pessoas que procurou por atendimento foi o autônomo Elson Madureira.

2705 Trabalho da defensoria solidaria

“Achei um trabalho bastante interesse e organizado. Eles [DPE] conseguiram reunir - em um único lugar - vários serviços para a comunidade, desde oficina de artesanato, atividades educativas para a criançada e também a necessidade da população, que é emissão de documentos”, relatou.

Na oportunidade, o assistido parabeniza a iniciativa. “Os organizadores estão de parabéns. Espero que tenha em todos os anos, em outros bairros e municípios. Roraima precisa de mais eventos desta natureza”, avaliou.

O defensor público-geral, Stélio Dener, falou que a ideia é aproximar a comunidade da instituição. Segundo ele, existem pessoas que têm dificuldade de ir até a unidade mais próxima da Defensoria e neste domingo estão tendo a oportunidade de resolver várias situações pendentes.

“Pelo sucesso que foi este ano, manteremos no calendário do Maio Verde com certeza. A meta do próximo ano é superar a marcar dos 2 mil deste ano”, afirmou. O subdefensor público-geral, Oleno Matos, lembrou que a ação social é também comemorativa pelos 19 anos de prestação de serviços da Defensoria no estado.

“Estamos comemorando os 19 anos de criação da Defensoria e nada mais prazeroso fazer um mês de atividades com os assistidos. Além de ser um grande escritório de advocacia, para atender à população hipossuficiente, a Defensoria é responsável pela educação em direitos. Estamos fazendo isso aqui e, somando parceiros para fortalecer a ação e servir ao cidadão, que tem maior dificuldade de acessar alguns serviços”, enfatizou ele.

Outra beneficiada com a ação, Crisálida Del Carmen Ortega, de origem venezuelana, que aproveitou para tirar a sua primeira CTPS. Ela vive no Brasil há um ano e quatro meses, trabalhando como diarista. “Agora estou com minha Carteira de Trabalho na mão e quero conseguir um emprego formal aqui. Sinto-me muito bem em Boa Vista e com fé em Deus estarei trabalhando logo, logo”, comemorou.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down