jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Conforme balanço divulgado pelo Hemocentro, foram feitos 55 cadastros e a coleta de 40 bolsas de sangue

Nas 4 horas de duração, a campanha Junho Vermelho levou ao Hemocentro 55 voluntários, com a coleta de 40 bolsas de sangue, para reforçar o estoque do Centro de Hemoterapia e Hematologia de Roraima. A ação foi realizada na manhã de sexta-feira (7), pela deputada Yonne Pedroso, autora de um projeto de lei que propõe a criação do Junho Vermelho, mês dedicado a conscientização e incentivo à doação de sangue em todo o Estado.

“Conseguimos alcançar nosso objetivo de mobilizar a sociedade. Hoje o Hemocentro registra uma baixa no estoque, o que põe em risco a vida das pessoas que precisam de sangue seja por causa de doenças, da realização de cirurgias ou de acidentes. A campanha continua durante todo o mês e convido todas aquelas pessoas que tem boa saúde a entrar nessa corrente do bem e se tornar um doador também”, comentou.

Segundo ela, o grande desafio é criar a cultura da doação, fidelizando o doador para que os estoques de sangue se mantenham. “O homem pode doar até 4 vezes durante o ano, e a mulher 3 vezes, sem nenhum risco à saúde. O volume de sangue retirado (450 ml por pessoa) é muito pequeno quando comparado ao volume sanguíneo total do doador, e é reposto naturalmente pelo organismo dentro das 24h seguintes à doação”, explicou.

0806 Yannarelli Maciel FeitosaA estudante Yannarelli Maciel Feitosa, se sensibilizou com a campanha e foi ao Hemocentro. Com apenas 17 anos, ela disse que agora pretende se tornar uma doadora permanente, para ajudar outras pessoas. “É uma sensação muito boa, você saber que vai poder salvar a vida de outras pessoas. Quem nunca doou, venha, porque você vai se sentir muito bem”, afirmou.

Aline Oliveira da Silva tem o sangue O negativo, um dos tipos mais raros e com muita demanda no Hemocentro. Ela também doou pela primeira vez e garantiu que vai voltar mais vezes. “Eu sempre quis doar, mas nunca tinha tido essa oportunidade. E com a campanha Junho Vermelho, vim ao Hemocentro e estou sentindo uma sensação muito boa, de poder ajudar alguém. Mais na frente, eu também posso precisar, meus familiares”, disse.

O Projeto - O projeto de lei que institui o Junho Vermelho está tramitando na Assembleia Legislativa desde o mês passado. O mês de junho foi escolhido em alusão ao Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado no dia 14, e também por ser um período de baixa no estoque por conta do período chuvoso.

“O projeto do Junho Vermelho prevê a realização de campanhas de incentivo a doação de sangue durante todo o mês, passando a integrar o calendário oficial de eventos no Estado de Roraima, tanto nos órgãos públicos estaduais como municipais. O projeto também autoriza a Secretaria de Saúde do Estado de Roraima e as secretarias municipais a realizarem parcerias com a iniciativa privada, com entidades civis, entidades de classe, associações, federações e a sociedade civil organizada para realizar a campanha”, explicou Yonne Pedroso.

0806 Aline oliveira da silvaQuem pode doar - Qualquer pessoa que tenha boa saúde pode se tornar doador de sangue. Há alguns critérios como ter entre 16 e 69 anos (menores de idade precisam de autorização dos responsáveis), pesar no mínimo 50 kg. No dia da doação, é preciso estar bem alimentado, com uma refeição saudável, livre de gorduras, não ter ingerido bebidas alcoólicas há pelo menos 12 horas e portar documento de identificação com foto no momento da coleta.

Os voluntários passam por uma triagem, fazem um cadastro e, se aprovados, vão direto para a sala de coleta. Há situações que impedem a doação temporariamente, como anemia e febre, ou de forma definitiva, como malária, HIV.

O Hemocentro funciona de segunda a sexta-feira, no horário das 7h30 às 12h, e das 13h às 18h. A unidade fica localizada na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, próximo ao HGR - Hospital Geral de Roraima.

Vantagens de ser doador – Todo doador tem garantido o direito de se ausentar do trabalho sem desconto no salário por 1 dia a cada 12 meses de trabalho para realizar doação voluntária de sangue. Além disso, pode fazer um checkup de saúde rápido e gratuito, pois antes do seu sangue ser doado para alguém, o Hemocentro realiza uma série de exames para saber se o seu sangue realmente está apto para ser armazenado no banco de sangue.

Os exames podem indicar doenças como hepatite B e C, sífilis e HIV. O bom é que você tem acesso a esses dados e pode prevenir doenças, principalmente aquelas mais silenciosas que só descobrimos após um bom exame de sangue. Alguns concursos públicos preveem isenção de taxa de inscrição para quem é doador.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down