Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Durante dois dias professores do CBVZO assistiram à palestras sobre ensino, pesquisa e extensão e planejaram como realizar a integração da melhor maneira para os alunos

Você já deve ter ouvido falar diversas vezes em ações de extensão? Ou que é preciso investir mais em pesquisa? Melhorar o ensino? E algumas vezes deve ter visto esses três termos usados em uma única fase, como foi o tema do Encontro Pedagógico 2018.1 do CBVZO - Campus Boa Vista Zona Oeste, do IFRR - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima, “Ensino, pesquisa e extensão: Uma integração necessária”.

Mas você sabe exatamente o que significa cada uma dessas palavras empregadas à Educação? E como a integração dessas ações relacionadas a esses termos podem realmente favorecer o aluno? Pois bem, vamos entender!

O ensino é a transmissão de conhecimentos para alunos, por meio de um professor. A pesquisa é a aplicação desse conhecimento na busca de novos. E a extensão é a aplicação desse conhecimento adquirido nas fases de ensino e pesquisa em ações voltadas para as comunidades. Geralmente onde em que as instituições de ensino estão inseridas.

O CBVZO já desenvolve algumas ações de pesquisa e extensão destinadas à comunidade do Conjunto Cidadão e adjacências, região onde fica localizada a sede da unidade de ensino do IFRR. As ações giram em torno de diversas temáticas como saúde e meio ambiente, no entanto, agora com a instalação de toda a equipe e turmas no campus que deverá começar a funcionar agora em fevereiro, essas atividades deverão ser intensificadas, beneficiando a população local, mas sobretudo, os estudantes que poderão colocar em prática o aprendizado recebido e obter novos conhecimentos.

Para isso, todo a equipe pedagógica do CBVZO e professores, estiveram reunidos por dois dias, no auditório do Senai-RR (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), discutindo estratégias de otimização das ações para a melhoria dessas três áreas da educação, com foco na melhoria do aprendizado efetivo do aluno.

O professor Wilson Alves considera que a discussão dessa temática foi oportuna durante o encontro, pois para ele, é necessário que esses eixos sejam tratados com cada vez mais atenção, visando estimular no aluno a participação além de na sala de aula, mas ampliando os horizontes para a pesquisa, a extensão e a inovação tecnológica, já que todas as atividades são desenvolvidas dentro de uma instituição de educação, ciência e tecnologia em Roraima.

“Como professores temos que ajudar os nossos alunos a pensarem fora da caixa, a estarem preparados para mercado, que se apresenta cada dia mais competitivos. Mas para isso temos que estar preparados para fazer esse acompanhamento e melhoria”, declarou.

A professora Elida Bonifácio destacou as palestras que foram oferecidas aos professores, que puderam neste encontro, discutir além do papel importante na educação do aluno que tem, mas também a maneira como continuar desempenhando esse papel, dando atenção a si próprio também, que precisa estar bem para poder dar o melhor para a turma.

“Esse momento é um momento necessário de discussões e planejamento sobre o como fazer para atingir novos resultados, para melhorar o que já vínhamos realizando de bom, com as ações integradas que já pudemos apresentar, e ajustar o que não estiver adequado. Mas o diferencial desse encontro é que tivemos a oportunidade de focar um pouco também na situação do professor, do quanto é importante que ele esteja bem de saúde esteja bem com ele mesmo para que possa também oferecer um bom ensino, ensino este que tem que sempre estar integrado sim à pesquisa e à extensão para que possamos colaborar com nossa comunidade”, comentou.

A coordenadora do encontro, a pedagoga Fracimeire Sales, acredita que o objetivo do encontro foi alcançado visto que foram traçadas novas metas para 2018 e compromissos foram firmados pelos professores visando que o aluno realmente tenha a educação de qualidade busca dentro da instituição. “Entendemos que um ensino bem planejado pode fortalecer sim as atividades de pesquisa e em consequência as ações de extensão que beneficiam a nossa comunidade, mas principalmente ao aluno que é quem ganha mais com essa organização e efetivação das metas propostas na unidade de ensino. E nosso foco final sempre será disponibilizar a melhor educação para o aluno”, declarou.

0
0
0
s2smodern

Boa Vista

PUBLICIDADE

logo JRH down