Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Os alunos que participam do Programa de Talentos desenvolvido pela Secretaria Municipal de Tecnologia e Inclusão Digital – SMTI estão na segunda etapa do programa, que está previsto a se encerrar no fim deste mês. Atualmente cerca de 60 alunos, divididos em 6 turmas, estão trabalhando nos projetos de menor complexidade, como o do Passeio virtual na Orla, Sistema Gerenciador de Seletivos.

Os alunos estão aprendendo e treinando como desenvolver um servidor de bancos de dados, analise de dados, como desenvolver uma plataforma, tudo sendo preparado para que eles possam integrar todos os conhecimentos e aplicar na terceira fase do projeto, que é a parte profissional.

O Programa de Talentos é um treinamento que desenvolve pessoas para trabalharem como desenvolvedores de sistemas, na teoria e na prática. O objetivo do programa é descobrir talentos, desenvolver projetos aplicados em demandas induzidas, construindo assim soluções tecnológicas que gere melhorias da qualidade de vida da população.

Os alunos são selecionados através de um processo seletivo que envolve avaliação comportamental e prova técnica. Os selecionados passam por um treinamento intensivo hardcore de oito semanas, onde evoluem suas habilidades técnicas e aprendem sobre ferramentas essenciais de desenvolvimento de sistemas.

Segundo o secretário da Secretaria Municipal de Tecnologia e Inclusão Digital – SMTI, Arthur Henrique Brandão Machado esse é um projeto muito importante porque pessoas são capacitadas e conectadas à empresas de maneira profissional.

“No fim do programa, os alunos participam da feira de recrutamento onde as empresas conhecem os talentos, entrevistam e já podem até oferecer propostas de trabalho. Essa é uma boa chance que a prefeitura oferece de colocar pessoas qualificadas no mercado de trabalho”, concluiu o secretário.

Para o instrutor Fabricio os alunos estão mostrando um bom desempenho nessa segunda fase. “Temos jovens e adultos, alguns até formados, todos estão muito empenhados com os projetos, a responsabilidade só aumenta com a chegada da etapa profissional”.

O acadêmico do curso de Ciências da Computação da UERR, Silvano Santos Moraes, de 22 anos, está participando do curso de Desenvolvimentos de Jogos “Orla VR”, segundo ele o curso é muito bom. “Adorei aprender a modelar, quero me aprofundar cada vez mais nessa área, pois nesse curso de modelagem digital a gente aprende a criar objetos, personagens e construções em 3D. Vou aproveitar cada momento desse curso”.

Um dos alunos do curso de Web/Mobile é o acadêmico do 5º semestre de Análise de Desenvolvimento de Sistemas, do IFRR, Ivanildo Pontual, para ele essa é uma grande oportunidade. “É interessante ter contato com o conhecimento prático, com esse ambiente de produção, pois a universidade não nos oferece a parte prática. É muito importante ações como essa que a prefeitura está oferecendo porque facilita a nossa entrada no mercado de trabalho”, ressaltou.

A primeira etapa do projeto teve duração de dois meses, nessa fase os alunos escolheram uma das carreiras a seguir, entre elas estão Analista de dados, Desenvolvimento de Web/Mobile ou Desenvolvimento de Jogos. Além disso, os alunos passaram por minicursos como os de geolocalização, programação de web sites, sistemas e jogos. A segunda fase tem duração de dois meses e os alunos estão recebendo capacitação técnica básica, desenvolvendo projeto de pequeno porte e sendo avaliados em relação às competências técnicas.

Já a terceira etapa do projeto, que é a profissional, terá duração de seis meses, nessa etapa estão previstos os projetos: 127 VR, APP Mobilidade Urbana, BvGeo
e de Resíduos Sólidos. Os alunos vão desenvolver projetos de médio porte, vão receber capacitação avançada em ferramentas e metodologias de desenvolvimento ágil com mentorias e coordenação técnica especializada. Além de todo aprendizado, os alunos nessa fase vão receber uma bolsa no valor de R$ 500,00 reais por mês, durante os seis meses de curso, que servirá como auxilio para ajudar a pagar as despesas para que eles possam continuar estudando nos projetos.

Passando todas essas fases, serão selecionados 32 alunos para a quarta e última etapa do projeto que é o Escritório de Negócios que também terá duração de seis meses e vai ter o cadastro de profissionais validados para o mercado, incentivando assim o microempreendedorismo individual, além do acesso ao coworking exclusivo para atividades profissionais.

PERFIL DE CARREIRAS:
Analista de dados - O analista de dados coleta, compila e analisa e interpreta dados que podem ser usados para apoio na tomada de decisões estratégicas.

Desenvolvimento de Web/Mobile - Desenvolve Sistemas Web e Mobile, executa manutenção dos sistemas, fazendo eventuais correções necessárias visando atender às necessidades dos usuários.

Desenvolvimento de jogos - cria jogos para consoles, realidade virtual, dispositivos móveis e web, através de códigos e objetivos 2D ou 3D.

PROJETOS:
BV Geo: desenvolver uma plataforma de coleta para os dados do mapeamento da cidade, padronizando e armazenando no servidor para integrar esses dados em bases relacionadas para que todas as secretarias possam ter acesso.

Plataforma de Resíduos Sólidos: desenvolver uma plataforma de gerenciamento de resíduos sólidos onde a plataforma vai gerenciar desde a coleta até a entrega final de resíduos sólidos das entidades que vão prestar serviço para prefeitura.

Aplicativo na área de Mobilidade Urbana: Esse aplicativo é para gerenciamento de lotação e passageiros, sistema para controlar o lixo gerado pelas empresas e controle da prefeitura.

BV 127 VR : estão desenvolvendo o jogo de passeio virtual pela orla tauman. Ainda está na fase de modelagem e teste de desempenho nos celulares, o jogo vai rodar a principio nos celulares android, onde será possível qualquer pessoa baixar e fazer um passeio virtual pela orla, objetivo do projeto é contar a historia de Boa Vista através do tempo, como ela foi se modificando e evoluindo com o passar do tempo.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down