Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O aluno Pedro Reis Ibernon, do curso Técnico em Informática do Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV-IFRR), conquistou medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) 2018. O evento ocorreu no período de 6 a 9 de novembro, em João Pessoa (PB), junto com a Mostra Nacional de Robótica (MNR).

Pedro foi o único classificado de Roraima para a competição e, como premiação, ganhou o direito de participar de um curso de robótica durante o evento nacional. No curso, os participantes foram avaliados em vários aspectos, entre eles comportamento, criatividade, proatividade, capacidade de trabalho em equipe, liderança e envolvimento com as atividades.

Como parte prática, os cursistas foram desafiados a programar um robô que deveria atingir um determinado objetivo, cujos códigos foram avaliados. A partir do desempenho no curso, houve a avaliação final e a classificação. Pedro competiu com 26 estudantes de outros estados da Federação.

Quando estava se preparando para a viagem, disse que sabia que o curso não seria nada fácil, mas que estava preparado para mais aquele desafio. “Apesar de me sentir preparado, o resultado foi uma surpresa pra mim, pois não esperava ganhar em primeiro lugar. O curso traz para o participante uma nova visão da robótica, e isso é muito importante, pois sabemos que não há um consenso quanto à definição de um robô. O robô não é apenas um “boneco” ou uma “máquina”, mas um conjunto de tudo isso. O evento foi muito bacana, inclusive com várias apresentações interessantes da MNR, em que pudemos conhecer novidades da área e aprender um pouco mais sobre a robótica”, relatou o estudante.

Sobre a importância de participar de eventos dessa natureza, o aluno afirma que são fundamentais para contextualizar e ampliar os conhecimentos adquiridos em sala de aula. “A parte da programação vista no curso de Informática nos auxilia muito na robótica”, disse.

Quando perguntado se pretende seguir no caminho da robótica, Pedro faz algumas concessões, mas diz que é uma área bastante promissora. “É uma área muito interessante, que evoluiu junto com a tecnologia, mas que infelizmente ainda não é muito explorada em Roraima. Então, não dá pra saber se vou continuar nesse ramo”, finalizou.

Segundo o representante da OBR em Roraima, professor Heitor Hermeson de Carvalho Rodrigues, o IFRR também foi destaque nessa competição em 2011, quando a modalidade era duatlon (com provas teóricas e práticas). Naquele ano, a aluna Daniele Lima Bezerra, do CBV, conquistou o terceiro lugar, e agora o Pedro alcançou o primeiro lugar. Esse é um importante resultado que reflete o nível de conhecimento dos alunos do IFRR.

“Não somos favoritos entre os grandes estados, no entanto, à medida que observei o desempenho do Pedro, percebi que ele tinha potencial. Quando apliquei a prova teórica do nível 5, apenas ele e outro aluno passaram, e somente o Pedro avançou na competição. Ele era a pessoa certa, no momento certo para representar Roraima. Apesar de nunca ter visto robótica nestes três anos do ensino médio, ele conseguiu desenvolver uma habilidade de raciocínio lógico condizente com o perfil de alunos que tendem para a robótica. Durante o curso, ele foi me relatando que estava achando muito interessante e que havia superado suas expectativas. Essa conquista do Pedro, apesar de inesperada, foi algo formidável, eu diria, fantástico!”, comemorou o docente.

Ainda de acordo com Rodrigues, essa conquista do Pedro na OBR servirá para que outros alunos se inspirem e também participem. “Acredito que, com esse resultado, eles perceberão que é possível superar obstáculos e, com muito esforço, dedicação e disciplina também conquistar muitas medalhas”, frisou.

Veja as demais colocações da modalidade teórica da OBR 2018:
1.º lugar: Pedro Reis Ibernon – Roraima
2.º lugar: Bruno Munhoz Lavanini – Santa Catarina
3.º lugar: Pedro Machado Martins Leão – Pernambuco

0
0
0
s2smodern

logo JRH down