jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Fumar pode agravar o quadro de diversas doenças nos olhos, inclusive as que levam à cegueira irreversível

O Dia Mundial Sem Tabaco, comemorado em 31 de maio, foi criado em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para advertir sobre os sérios problemas relacionados ao tabagismo. Além do temido câncer, as pessoas normalmente não associam que o hábito de fumar pode agravar algumas doenças oculares, como DMRI - Degeneração Macular Relacionada à Idade, catarata, doença de Graves e síndrome do olho seco.

A DMRI acomete a retina, e o cigarro aumenta sua oxidação, levando ao processo degenerativo da mácula, região onde são definidas as formas, cores e rostos. Com o progresso da doença, podem surgir vasos sanguíneos anormais no local, que sangram com facilidade e levam ao comprometimento da visão.

“A chance de um fumante desenvolver DMRI, principal causa de cegueira irreversível em idosos, é três vezes maior do que alguém que não fuma”, alerta o Dr. Renato Passos, oftalmologista especialista em Retina do Grupo H.Olhos.

Já a catarata, doença também comum em idosos e caracterizada pela opacificação do cristalino, resultando na perda progressiva da visão, pode se manifestar mais cedo e de forma intensa entre os fumantes. Isso acontece pois os tabagistas inalam substâncias químicas da fumaça do cigarro que podem alterar o metabolismo do cristalino. “É possível observar o aparecimento da catarata já em torno dos 50 anos em pacientes que fumam”, comenta o médico.

Outro mal potencializado pelo uso do tabaco é a doença de Graves, que leva ao inchaço nos músculos dos olhos, fazendo o globo ocular se projetar para frente. “O problema surge em decorrência do hipertireoidismo, que é o excesso de produção dos hormônios T3 e T4, doença comprovadamente relacionada ao tabaco”, explica o especialista.

A exposição à fumaça do cigarro é outro agravante para a síndrome do olho seco, diminuindo a lubrificação e levando ao ressecamento dos olhos. As substâncias contidas no tabaco também podem alterar a composição da lágrima. “Existe uma enzima presente no filme lacrimal denominada lisozima, que é extremamente importante para a defesa dos olhos. Nos fumantes, apresenta-se em menor concentração”, diz o Dr. Renato Passos.

Lembre-se! Visitas anuais ao oftalmologista são essenciais para prevenir problemas oculares. Em caso de quaisquer sintomas que afetem os olhos, é importante buscar auxílio médico especializado. Somente um profissional poderá realizar o diagnóstico correto e indicar o tratamento adequado.

O Grupo H.Olhos é reconhecido no mercado há 35 anos, por promover assistência hospitalar especializada, segura e acolhedora, além de ser referência na prestação de serviços oftalmológicos, amparado em um conceito de medicina humanizada.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down