Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

2212 Secretaria Veronica Caro Foto Elinaldo SantosA fronteira entre o Brasil e a Venezuela está com livre acesso das 7h às 16h, diariamente, para a passagem de pedestres dos dois países. Desta forma, os brasileiros que pretendem voltar ao Brasil não precisam mais estar com nome em lista, bastando apenas, utilizar o horário de abertura e fechamento para atravessar a fronteira.

Conforme a secretaria extraordinária de Relações Internacionais, Verônica Caro, ainda há restrição para a passagem de veículos. Os brasileiros que estão com seus veículos na Venezuela, devem solicitar a autorização de trânsito junto ao Comando do Exército - Fuerte Roraima, na cidade fronteiriça de Santa Elena de Uairén , para os conduzir ao Brasil, sempre às 14h. Os veículos de grande porte que transportam alimentos têm passagem liberada.

Os brasileiros que estão com dificuldades na logística para retornar ao Brasil podem entrar em contato com a Secretaria Extraordinária de relações Internacionais (Seeri), pelos telefones: (95) 99146-9977/ 98121-4190 e 99131-81012., que serão orientados como proceder para chegar à fronteira em segurança. Até o momento, pelo menos 20 pessoas que enfrentavam dificuldades na Venezuela, foram trazidas para o Brasil com o auxílio do Governo de Roraima.

Nesta quinta-feira, 21de dezembro, uma comitiva da Seeri estará em Santa Elena para prestar apoio aos brasileiros que estão sem condições de voltar ao Brasil. Eles enfrentam dificuldades em virtude do fechamento da fronteira por mais de uma semana, que fez com que ficassem sem dinheiro para se manter naquele país. A governadora Suely Campos, está envidando todos os esforços para garantir que o retorno ocorra em segurança.

Conforme Verônica Caro, a maior dificuldade dos brasileiros é financeira, pois, muitos esgotaram seus recursos em hospedagem e alimentação. “Estamos negociando a liberação da passagem com as autoridades venezuelanas desde o início. A governadora está muito sensibilizada, principalmente, porque muitos estão com crianças e a situação é preocupante. Por isso, estamos todos mobilizados no retorno destes brasileiros”, afirmou.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down