Terça, 24 Março 2020 18:27

Covid-19: presidente do México promete concentrar ajuda a mais pobres

Escrito por Daiana Solomon

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, disse que vai concentrar a resposta ao novo coronavírus em ajuda aos mais pobres, em detrimento de grandes empresas à medida que o vírus se propagar no país. Ele afirmou que vai revelar mais detalhes ao longo desta terça-feira (24).

Autoridades registraram ontem 367 casos confirmados, 316 a mais que no dia anterior, além de um total de quatro mortes, incluindo duas pessoas com diabetes.

Embora o governo mexicano ainda não tenha anunciado medidas drásticas para reduzir o contágio, como restrições de viagem ou pedido de isolamento social, já proibiu grandes eventos, suspendeu aulas em escolas de ensino fundamental e recomendou o distanciamento entre as pessoas. Pequenos negócios já sentem os impactos pelo país, onde milhões de cidadãos vivem na pobreza.

"Se temos de resgatar alguém, quem temos de resgatar? Os pobres", disse López Obrador, em sua coletiva de imprensa diária.

"Não faremos mais resgates no estilo do período neoliberal, que visava bancos e grandes empresas. Eles nem deveriam estar pensando que haveria perdão fiscal ou outros mecanismos que foram usados antes", acrescentou.

Mais tarde, López Obrador tuitou que falaria, em sua coletiva desta terça-feira, sobre planos para proteger a população mais "vulnerável" do México, acrescentando que o país tinha fundos públicos suficientes.

O presidente chegou ao cargo prometendo priorizar os mais necessitados e culpa frequentemente as administrações anteriores por muitos problemas do México, incluindo políticas neoliberais, que alega terem beneficiado apenas uma pequena parcela seletiva.