Segunda, 14 Março 2016 17:43

Ação social reforça caráter cidadão da Guarda Civil Municipal

Escrito por

A presença da Guarda Civil está cada vez maior, seja por meio do patrulhamento urbano ou nas praças e outro logradouros públicos

1403 Guarda Doação Sangue Fotos Marcos Lima 2  
1403 Guarda Doação Sangue Fotos Marcos Lima 1 1403 Acao social no Germano Sampaio Fotos Marcos Lima 6 1403 Acao social no Germano Sampaio Fotos Marcos Lima 3 1403 Acao social no Germano Sampaio Fotos Marcos Lima 4 1403 Acao social no Germano Sampaio Fotos Marcos Lima 5  

Uma tropa amiga. Assim pode ser definida a atual condição da Guarda Civil Municipal (GCM), que completou 26 anos de história. E dentro da programação de aniversário, foi promovida nesta sexta-feira, 11, uma ação social que começou no Parque Germano Augusto Sampaio e culminou com doação voluntária de sangue no Hemocentro de Roraima.

A ação teve como objetivo aproximar a GCM da população, algo que a tropa vem cultivando nos últimos anos. Na praça, foram oferecidos à população serviços básicos de saúde, como testes de glicose, aferição de pressão, distribuição de preservativos, além de uma palestra sobre doação de sangue, ministrada por representantes do Hemocentro.

Para os serviços, a Guarda contou com o apoio do sistema S – Sesc, Senai e Sesi. E aliando os cuidados com a saúde e a aparência, cortes de cabelo e atividades físicas também estiveram na programação. O auxiliar de serviços gerais, João Henrique Pedrosa, participou das atividades, elogiando a proposta da Guarda Civil em contribuir com a população bem mais que simplesmente oferecer segurança.

“Ações como essas são boas, porque a população às vezes tem dificuldades de se locomover até o centro ou outros lugares. E a Guarda trouxe isso para perto da nossa casa. Achei muito boa essa atitude”, disse ele, que também deu um trato no visual, cortando o cabelo com uma equipe de profissionais que também fazem parte da Guarda Civil.

Na praça, a tropa expôs todo o aparato adquirido pela Prefeitura de Boa Vista para proteger a sociedade. Hoje, a GCM dispõe de 27 viaturas, 16 motocicletas, 01 microônibus de monitoramento e 25 bicicletas (para a Ciclo Patrulha). Também conta com 160 coletes à prova de balas, 41 rádios digitais, 30 laringofones, 50 pistolas Sparks (menos letais).

Segundo o secretário municipal de Segurança Urbana e Trânsito, Raimundo Barros, a Prefeitura tem investido bastante para que o cidadão não se sinta desprotegido. Além disso, a presença da Guarda Civil está cada vez maior, seja por meio do patrulhamento urbano ou nas praças e outro logradouros públicos.

“A Guarda Municipal conta com um time preparado de profissionais que estão prontos a todo o momento para atender a população. Para tanto, a prefeitura tem investido muito para o cumprimento das missões. Hoje, a realidade da tropa é bem diferente de quando a mesma foi instituída. Isso é motivo de orgulho para todos nós e o que nos motiva a continuar exercendo nossos deveres junto à sociedade”, ressaltou.

Para a doação no Hemocentro, cerca de 15 guardas civis se voluntariaram para contribuir com a sociedade. De acordo com o superintendente da tropa, inspetor Murilo Santos, a Guarda Civil está mais perto da população pois este deve ser a filosofia de todos os organismos de segurança pública, fazendo que o medo seja algo a ser eliminado.

“As pessoas hoje nos veem como amigos e amigas da sociedade. E é preciso que a população não tenha medo de nós, nem de qualquer outra instituição de segurança pública. Estamos aqui para servir a sociedade, contribuindo para um mundo melhor e mais humano”, afirmou o superintendente.