Quinta, 21 Maio 2020 03:01

CONCURSO PÚBLICO | Edital para policial penal deve ser publicado dia 05 de junho

Escrito por WESLEY OLIVEIRA
O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.   A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.  As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.  A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 3.419 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.  Deste total, 2.072 foram confirmados segundo o município de residência, 1.302 foram descartados e 72 óbitos.  Com relação apenas as confirmações para a doença, 47 em Alto Alegre, 20 no Amajari, 1.594 casos foram notificados em Boa Vista, 45 em Bonfim, 36 no Cantá, 13 em Caracaraí, 41 em Caroebe, 04 em Iracema, 30 em Mucajaí, 05 em Normandia, 80 em Pacaraima, 92 em Rorainópolis, 13 em São João da Baliza, 29 em São Luiz e 01 em Uiramutã.  Já sobre os casos descartados, 23 em Alto Alegre, 11 em Amajari, 971 notificações ocorreram em Boa Vista, 44 em Bonfim, 11 no Cantá, 03 em Caracaraí, 59 em Caroebe, 04 em Iracema, 38 em Mucajaí, 04 em Normandia, 46 em Pacaraima, 26 em Rorainópolis, 28 em São João da Baliza, 23 em São Luiz e 01 em Uiramutã.  O Estado também contabiliza 72 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 02 em Alto Alegre, 01 em Amajarí, 61 no município de Boa Vista, 01 em Caroebe, 01 em  Iracema e 02 em Pacaraima, 02 em Rorainópolis e 01 em São Luís.  Além disso, 474 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.  Deste total, 01 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 420 são de Boa Vista, 03 de Bonfim, 06 do Cantá, 07 em Caroebe, 06 em Mucajaí, 04 de Pacaraima, 18 em Rorainópolis e 06 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença. O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS. A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br. A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 3.419 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde. Deste total, 2.072 foram confirmados segundo o município de residência, 1.302 foram descartados e 72 óbitos. Com relação apenas as confirmações para a doença, 47 em Alto Alegre, 20 no Amajari, 1.594 casos foram notificados em Boa Vista, 45 em Bonfim, 36 no Cantá, 13 em Caracaraí, 41 em Caroebe, 04 em Iracema, 30 em Mucajaí, 05 em Normandia, 80 em Pacaraima, 92 em Rorainópolis, 13 em São João da Baliza, 29 em São Luiz e 01 em Uiramutã. Já sobre os casos descartados, 23 em Alto Alegre, 11 em Amajari, 971 notificações ocorreram em Boa Vista, 44 em Bonfim, 11 no Cantá, 03 em Caracaraí, 59 em Caroebe, 04 em Iracema, 38 em Mucajaí, 04 em Normandia, 46 em Pacaraima, 26 em Rorainópolis, 28 em São João da Baliza, 23 em São Luiz e 01 em Uiramutã. O Estado também contabiliza 72 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 02 em Alto Alegre, 01 em Amajarí, 61 no município de Boa Vista, 01 em Caroebe, 01 em Iracema e 02 em Pacaraima, 02 em Rorainópolis e 01 em São Luís. Além disso, 474 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 01 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 420 são de Boa Vista, 03 de Bonfim, 06 do Cantá, 07 em Caroebe, 06 em Mucajaí, 04 de Pacaraima, 18 em Rorainópolis e 06 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

O Governo de Roraima publicou no DOE (Diário Oficial do Estado) desta terça-feira, 19, a ratificação de dispensa de licitação referente à contratação de instituição para prestação de serviços técnico-especializado para a organização e realização do concurso público para Policiais Penais, conforme a Lei 8.666. A previsão é que o edital do concurso seja lançado até o dia 5 de junho.

O Instituto AOCP, contratado para a organização e realização do certame, ofereceu percentual de 30% de desconto em cima da taxa de inscrição, que será revestido para o Fundo Penitenciário do Estado de Roraima, se mostrando dessa forma, a proposta mais vantajosa para a administração pública, além do preenchimento de critérios técnicos exigidos em edital.

O certame abrirá 423 vagas, 100 candidatos serão chamados logo de imediato e os demais, 323, durante a validade do certame, observando a dotação orçamentária e necessidade do serviço. O valor da inscrição custará R$ 120,00, e contemplará candidatos de nível Médio.

Segundo o secretário da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), André Fernandes, a modalidade de dispensa de licitação vai desburocratizar o processo e proporcionar mais celeridade no andamento do concurso.

“Esse é um procedimento adotado por todo Brasil, inclusive por órgãos federais, onde primeiramente são feitas análises das propostas mais favoráveis ao Órgão. Além disso, vai proporcionar mais celeridade ao processo, por isso optamos”, justificou.

Ele acrescentou ainda que a mediada adotada seguiu todas as exigências legais necessárias, passando por todos os órgãos de controle do Estado.

“A dispensa de licitação passou pela Procuradoria Geral do Estado, Controladoria Geral, CPL [Comissão Permanente de Licitação], ou seja, por todos os órgãos de controle do Estado, conforme as exigências da Lei”, disse Fernandes.

 O INSTITUTO

O Instituto AOCP é uma associação civil sem fins econômicos, de caráter organizacional, filantrópico, assistencial, promocional, recreativo e educacional, sem cunho político ou partidário, apresentando-se como pessoa jurídica de direito privado.

Dentre as atividades, desenvolve projetos na área da Educação, com objetivo de propor, executar e disseminar programas de treinamento e desenvolvimento, cursos profissionalizantes, estudos e pesquisa do ensino nas áreas de educação e ação comunitária, dentre outras linhas de atuação, priorizando os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, economicidade e da eficiência.--