Marcello Bussacchi

Marcello Bussacchi

 A Mega-Sena sorteia neste sábado (29) prêmio acumulado há oito concursos e estimado em R$ 52 milhões. As seis dezenas do concurso 2.294 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

De acordo com a Caixa, o valor do prêmio principal, caso aplicado na poupança, renderia cerca de R$ 67 mil por mês.

Lotofácil da Independência

As apostas para a Lotofácil da Independência, que vai pagar um prêmio estimado de R$ 120 milhões, podem ser feitas, em cartela específica, nas casas lotéricas.

O sorteio está previsto para o dia 12 de setembro, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa.

Assim como nos demais concursos especiais, o prêmio principal oferecido não acumula. Não havendo apostas premiadas com 15 números, o prêmio será rateado entre os acertadores de 14 números e assim sucessivamente.

A aposta custa R$ 2,50 e a pessoa deve escolher entre 15 a 20 números dentre os 25 disponíveis no volante.

Sexta, 28 Agosto 2020 15:52

Licença de Operação Nº 170/19/2020

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou que vai oferecer ao mercado oportunidades comerciais nos aeroportos Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e Congonhas, em São Paulo.

Nesse sentido, está promovendo consulta ao mercado às empresas interessadas na exploração das áreas comerciais, cujas manifestações serão recebidas até o dia 10 de setembro.

No Santos Dumont, são dois lotes com vocação comercial, um em área externa, com cerca de 3 mil m², e outro no pavimento térreo do Terminal de Passageiros, com 97,50 m². Em Congonhas, são cinco áreas internas, entre 260 m² e 2,5 mil m².  

As manifestações de interesse para as áreas da consulta devem ser enviadas à Infraero no endereçoEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. O resultado da prospecção comercial será divulgado no site da empresa até o dia 20 de setembro.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), decidiu suspender a cobrança de taxas administrativas para a obtenção do Certificado de Operador de Estação de Radioamador e à operação do serviço. A decisão foi tomada ontem (27) durante reunião do conselho diretor da agência reguladora.

De acordo com o presidente da Anatel, Leonardo Euler de Morais, a medida visa tornar mais simples e acessível o processo de habilitação ao Serviço de Radioamador.

“Isso é a continuidade de uma evolução necessária para conferir maior flexibilidade, confiabilidade, celeridade ao processo, diminuir barreiras regulatórias e custos transacionais, que está em linha com as diretrizes do Ministério da Economia”, disse.

Em junho, a agência já havia decido pela realização via internet, por videoconferência, dos testes para comprovar a capacidade operacional e técnica. A medida foi tomada em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19) e é aplicável às provas de radioamador de classe C e A (não se aplica à classe B) enquanto durar a situação de emergência de saúde pública.

Agora, para se habilitar, o candidato precisa ser aprovado em uma avaliação de conhecimentos técnicos e operacionais. Além disso, o radioamador deverá cumprir 13 requisitos, entre os quais possuir um computador desktop ou notebook. Ele também deve ter equipamentos como microfone, alto-falantes e câmera conectados ou integrados ao computador funcionando corretamente.

Desde a autorização para realizar os testes por videoconferência, já foram aplicadas quase 600 avaliações de candidatos das classes A e C do serviço de radioamador

No ano passado, a Anatel também já havia tomado uma medida para facilitar o acesso aos equipamentos, com a eliminação da taxa de homologação dos equipamentos de radioamadorismo, além de drones por radiocontrole e outros equipamentos de uso próprio do usuário telecomunicações

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), avançou 6 pontos em agosto, para 85 pontos. Após quatro meses de altas consecutivas, o índice ainda permanece abaixo do nível pré-pandemia de covid-19. Em fevereiro, o índice estava em 94,4 pontos.

Segundo o economista do FGV IBRE, Rodolpho Tobler, em agosto, a confiança de serviços segue a trajetória de recuperação. “Apesar da alta, a velocidade dessa retomada tem se mostrado mais lenta que nos demais setores da economia. O resultado positivo desse mês foi influenciado tanto pela melhora da percepção com o momento presente quanto das expectativas. A confiança dos empresários de serviços tem evoluído junto com as medidas de flexibilização, mas alguns segmentos ainda encontram obstáculos e a elevada incerteza dificulta a projeção de um cenário mais otimista no curto prazo”, afirmou, em nota.

Houve variação positiva do índice em 13 segmentos pesquisados exceto o de serviços de Armazenagem, Serviços Auxiliares dos Transportes e Correio, cujo ICS caiu 11,7 pontos. Segundo a FGV, tanto as avaliações sobre o momento atual quanto as expectativas em relação aos próximos meses melhoraram em agosto, em proporções similares, acumulando quatro meses de alta.

O Índice de Situação Atual (ISA-S) subiu 5,8 pontos, para 76,8 pontos, ainda abaixo do nível pré-pandemia. O Índice de Expectativas (IE-S), por sua vez, cresceu 6,2 pontos, para 93,5 pontos, o maior valor desde fevereiro deste ano (98,9 pontos).

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) do setor de serviços aumentou 1,3 ponto percentual para 81,8%, aumentando pelo segundo mês consecutivo e se aproximando do nível pré-pandemia.

A Caixa ampliou a possibilidade de pausa nas prestações dos créditos comerciais de pessoas físicas e jurídicas para um período de até 180 dias. A medida vale para contratos como os de Renegociação, CDC, Microcrédito, Construcard e Crédito Auto.

A ampliação do prazo de 90 para até 180 dias é uma das medidas de enfrentamento aos efeitos causados à economia pela pandemia de covid-19.

Regras

Os clientes que já tiveram a pausa de 90 dias concluída ou em andamento podem solicitar a prorrogação do prazo por mais 90 dias. Quem ainda não optou por essa alternativa, pode solicitar a pausa de até 180 dias.

Com a pausa, os valores das demais prestações serão alterados e os juros do período pausado serão distribuídos pelas demais parcelas, aumentando o valor da prestação mensal. O prazo final de pagamento do contrato também é postergado automaticamente, permanecendo a quantidade de parcelas a pagar, taxa de juros e demais condições contratadas.

No caso de empréstimos com atraso, o período pausado considera as parcelas atrasadas e os encargos por atraso também são incorporados ao saldo devedor.

Quem pode solicitar

A Caixa esclarece que não fará a prorrogação do prazo de maneira automática, sendo necessária a manifestação do cliente. Clientes pessoas físicas ou jurídicas com contratos de crédito parcelado em dia ou com até 50 dias em atraso podem fazer a solicitação.

Segundo a Caixa, não será possível fazer a solicitação nas seguintes situações: caso o tipo de empréstimo não esteja entre as modalidades passíveis de pausa; o contrato já tenha atingido o limite máximo de parcelas pausadas; o contrato tenha tido carência na contratação, o período da pausa estará limitado até 6 parcelas no total.

Como solicitar

Pedido de Pausa de até 3 parcelas - Solicite pelo Internet Banking Caixa ou pelo App Caixa, opção "crédito" > "pausar contratos".

Pedido de Pausa de até 6 parcelas - Ligue 0800 726 8068, opção 2 ou fale no WhatsApp pelo telefone 0800 726 0104, opção 4.

Construcard e Crédito Auto – A solicitação deve ser feita exclusivamente por meio do WhatsApp 0800 726 0104.

Os clientes da Agência Digital podem ligar para 3004 8104 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 208 8104 (demais regiões).

GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA
Código da UASG: 936001

Pregão Eletrônico Nº 21/2020
Objeto: Objeto: Pregão Eletrônico - Aquisição de material de informática, de acordo com as quantidades e especificações técnicas constantes do TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I e do MODELO DA PROPOSTA DE PREÇOS ANEXO II do edital.
Edital a partir de: 27/08/2020 das 08:00 às 12:00 Hs e das 13:00 às 17:00 Hs
Endereço: Av. Nossa Senhora da Consolata, Nº 472 - Centro - Boa Vista (RR)
Telefone: 
Fax: 
Entrega da Proposta:  a partir de 27/08/2020 às 08:00Hs
Abertura da Proposta:  em 15/09/2020 às 09:30Hs, no endereço: www.comprasnet.gov.br

MINISTÉRIO DA DEFESA
Comando do Exército
Comando Militar da Amazônia
2ºGrupamento de Engenharia de Construção
6ºBatalhão de Engenharia de Construção
Código da UASG: 160353

Tomada de preço Nº 1/2020
Objeto: Objeto: Execução de Obra de Reparação do Telhado e Melhorias do Pavilhão da Companhia de Engenharia Equipamento e Manutenção do 6º BEC
Edital a partir de: 27/08/2020 das 08:00 às 11:59 Hs e das 13:30 às 16:59 Hs
Endereço: Av Cap Ene Garcez, 1037 - Mecejana - Mecejana - Boa Vista (RR)
Telefone: 
Fax: 
Entrega da Proposta: 15/09/2020 às 09:00Hs

Ninguém acertou as seis dezenas da Mega-Sena sorteadas hoje (26) à noite no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. Os números sorteados no Concurso 2.293 foram 01, 02, 10, 37, 42 e 48.

A quina teve 69 acertadores e cada um vai receber o prêmio de R$ 51.206,89. Os 5.498 ganhadores da quadra terão o prêmio individual de R$ 918,06. A estimativa de prêmio do próximo concurso, no sábado (29), é de R$ 52 milhões. 

As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em lotéricas ou pela internet. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50. A probabilidade de ganhar o prêmio milionário, com a aposta simples, é de 1 em 50.063.860, de acordo com a Caixa.