Governo inicia vacinação das forças de segurança do Estado

O Governo de Roraima deu início à vacinação de agentes das forças estaduais de segurança pública. A vacinação simbólica ocorreu nesta quarta-feira, 7, na CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde). Conforme o governador Antonio Denarium, inicialmente foram destinadas 1.830 doses de vacinas para esta finalidade, conforme o PNI (Plano Nacional de Imunização) determinado pelo MS (Ministério da Saúde).

“É um momento muito importante no combate à pandemia. Recebemos 1.830 doses de vacinas para a imunização que está iniciando hoje, conforme o PNI, das nossas forças de segurança. É um compromisso nosso desde o início a solicitação de doses extras a todos os profissionais da segurança pública. Também estamos solicitando vacinas para nossos professores, os profissionais de educação”, disse.

O representante do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima), coronel Estevam dos Santos, disse que com os agentes vacinados será possível garantir mais segurança à população e mais tranquilidade no exercício do dever.

“Estou muito feliz. Isso mostra que o Governo está preocupado com a segurança pública do Estado e por isso a antecipação a vacinação. É um ato simbólico de grande importância para os profissionais de segurança pública que vão trabalhar melhor e com mais segurança. Com isso, quem ganha é a população, porque essa é preocupação do Governo de Roraima”, observou.

Após ser vacinado com a primeira dose, o sargento Juliano Matias de Sousa, da PMRR (Polícia Militar de Roraima), falou sobre o sentimento de ser imunizado. “Estamos muito agradecidos e satisfeitos, porque realmente a nossa profissão ficou ainda mais perigosa com essa doença. Todos os dias atendemos a inúmeras ocorrências, com pessoas de todas as classes, e o vírus não escolhe classe social, então, agradeço ao Governo do Estado e à PM pela iniciação”, revelou.

O secretário adjunto de saúde, Alexandre Salomão, explicou que a vacinação da categoria é necessária e essencial para o enfrentamento da doença. “É um momento de muita alegria, porque sabemos o tanto que esses profissionais se dedicaram em salvamento, resgate e manutenção da ordem. É um motivo de festa e comemoração, porque isso é apenas um pontapé inicial. Em breve teremos mais vacinas para alcançar todo público desses profissionais”, contou.

As próximas etapas

De maneira simbólica, a vacinação contou com dois representantes da segurança estadual, um da PMRR e outro do CBMRR. O próximo passo será enviar a lista com o nome dos profissionais que receberão a vacina nesse primeiro momento, obedecendo o critério da nota técnica de acordo com a descrição feita pelo MS.

“Enviaremos a lista com o nome dos profissionais. São aqueles que estão trabalhando na linha de frente da covid-19. Vamos enviar a lista para os municípios, que vão divulgar os locais onde esse público vai ser direcionado para receber a vacina. Paralelo a isso, continua a vacinação dos idosos acima de 60 anos, indígenas aldeados, que é realizada pelos Distritos Sanitários Indígenas, e todos os outros públicos, finalizando o grupo de trabalhadores e profissionais de saúde”, destacou a coordenadora geral de Vigilância em Saúde, Valdirene Oliveira.


Imprimir   Email