Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Sistema vai identificar imigrantes como controle populacional e assegurar que todos passem pela triagem.

Mais de 700 estrangeiros, em sua maioria venezuelanos, já foram atendidos no Sistema de Cadastro de Estrangeiros criado em conjunto com a Secretaria de Estado da Segurança Pública - SESP, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar de Roraima. O projeto está sendo realizado no Ginásio Tancredo Neves, zona Oeste da capital, local que inicialmente recebeu em média 400 pessoas e hoje já ultrapassa mais de 1.000 refugiados.

Com um número elevado de pessoas circulando no local, e algumas suspeitas que criminosos estariam escondendo objetos de furtos e roubos, dentro do abrigo, o serviço de inteligência das Forças de Segurança foi acionado.

O sistema de software foi desenvolvido por agentes de tecnologia de informação da Polícia Civil, pra facilitar as ações de quem está trabalhando direto no controle, como a Polícia Militar de Roraima, que atua no portão do abrigo e os bombeiros que fazem parte da Defesa Civil do Estado.

Uma equipe de 10 integrantes é responsável pelo sistema virtual de cadastro e alimentação do serviço. Informações como: Foto, nome, idade, gênero, profissão e tempo de permanência, são alguns itens obrigatórios que os imigrantestêm que repassar para o sistema.

Segundo o secretário adjunto da Secretaria de Estadual de Segurança Pública, Nivaldo Matias, a necessidade é assegurar a segurança pública para o Estado de Roraima e conta como vai funcionar o cadastro.

“Este ponto inicialmente é fixo no Ginásio Tancredo Neves até a gente ter o controle total. Depois que finalizar, vamos montar uma base, onde os venezuelanos se apresentem e eles passem a fazer esse cadastro. Até porque um policial que venha abordá-lo, vai ter informações sobre a pessoa”, disse Matias, ao alertar que esse controle é necessário por medida de segurança e para facilitar o trabalho policial.

O secretário adjunto lembra ainda que o cadastro não é uma identificação civil, mas servirá de controle populacional e um guia para as forças de segurança. Para dar mais segurança no abrigo a Polícia Militar, também foi acionada e um trailer com 2 policiais militares estão presentes no local 24 horas.

PRÓXIMOS CADASTROS – A partir do momento que todos os usuários que estão no abrigo do Ginásio Tancredo Neves estiverem cadastrados, os outros abrigos e pontos de concentração de imigrantes também serão alvos do sistema de cadastramento, para dar segurança e triar quem está na cidade por necessidade e quem está para se envolver em crimes.

0
0
0
s2smodern

Boa Vista

PUBLICIDADE

logo JRH down