jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Polícia Federal iniciou desde as primeiras horas desta sexta-feira (14), o cumprimento de 10 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão. São alvos da Operação Zaragata, que investiga esquema de desvio de recursos públicos do transporte escolar em Roraima: Aline Karla Lira de Oliveira, José Wallace Barbosa da Silva, Yonne Pedroso da Silva (deputada eleita), Shiská Pereira (ex–secretário de Fazenda), Tenilles Queiroz Maia, Silvestre Minotto, Dilzomar Batista da Silva, Francisco Eyder Rodrigues de Araújo, Abmael Alves de Queiroz e Thiago Lima.

O nome da Operação Zaragata desencadeada pela Polícia Federal, com apoio da CGU (Controladoria–Geral da União), MPF (Ministério Público Federal) e MPRR (Ministério Público de Roraima) é uma alusão à desordem em que se encontra a prestação dos serviços de transporte e os próprios contratos públicos, através dos quais foram desviados milhares de recursos federais.

Os trabalhos de investigação foram iniciados em agosto deste ano, e o inquérito policial apontou que o esquema desviou dos cofres públicos algo em torno de R$ 50 milhões, provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB).

De acordo com as investigações as empresas responsáveis pelo setor de transporte eram obrigadas a repassar até 15% do valor das faturas em propina para conseguirem ser pagas pelo governo.

As fraudes encontradas mostram o ardiloso esquema dos envolvidos e suas empresas, muitas das quais executava o mesmo serviço em desdobramento de cadastro, ou seja, eram contratadas várias vezes evidenciando o superfaturamento e a sangria aos confres públicos.

 

0
0
0
s2smodern

logo JRH down