Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

“Precisamos de ações concretas e urgentes.” Essa foi a principal cobrança da prefeita Teresa Surita durante a reunião com o presidente Michel Temer em Roraima, segunda-feira, 12. Além do presidente, os ministros Raul Jungmann, da Defesa; Torquarto Jardim, da Justiça; Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência; e o General Sergio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) também ouviram as demandas da chefe do executivo municipal.

O principal foco do encontro foi mesmo a crise imigratória venezuelana, passando pelas questões energéticas e fundiárias, que tanto têm emperrado o desenvolvimento de Roraima. “Estamos em busca de medidas concretas para solucionar problemas históricos. Acabo de pedir ao presidente, em minha fala, medidas efetivas para resolver a crise humanitária pela qual passamos em Boa Vista e respostas aos demais problemas que já são de pleno conhecimento de todos há tempos”, escreveu a prefeita em seu perfil no Facebook, ainda durante o encontro.

Em resposta à prefeita, o presidente Temer prometeu que “não vai descansar” enquanto não resolver o problema da invasão venezuelana no estado. "Quero registrar em letras garrafais que não descansarei enquanto não resolver os problemas de Roraima. Estou preocupado, naturalmente, com esse afluxo intenso de venezuelanos, que cria problemas para o estado de Roraima, mas certa e seguramente vai criar problemas para outros estados se nós não tomarmos algumas medidas de natureza federal", destacou o presidente.

Após o encontro, em rápida entrevista concedida aos jornalistas, Temer disse que há três gargalos que precisam ser removidos para que Roraima venha tomar o rumo do desenvolvimento: a questão da imigração, a autorização para a implantação do linhão de Tucuruí, e a liberação da BR-174, com a retirada da corrente que impede o tráfego no período das 18h às 6h, diariamente, pleitos feitos anteriormente também pelo senador Romero Jucá.

Sob o ângulo humanitário, Temer destacou a presença dos milhares de venezuelanos que, em suas palavras, demandam remédios, alimentação e os mais variados cuidados.

“Por isso mesmo, e este é o anúncio principal, vamos providenciar uma medida provisória, talvez na quarta, quinta-feira, onde vamos destinar todos os recursos necessários. Não vamos fixar valores, mas eu acabei de me comprometer com todos os recursos necessários para solucionar essa questão dos venezuelanos em Roraima”, assegurou o presidente.

A presença do presidente Michel Temer em Roraima aconteceu 4 dias depois da visita dos ministros Raul Jungman, Torquato Jardim e General Sergio Etchgoyen. Na ocasião, Teresa destacou aos ministros as dificuldades vividas pelo município em razão da imigração desenfreada.

Na visita de quinta-feira (8), os ministros, acompanhados da prefeita, estiveram na Praça Simón Bolívar, no trevo que dá saída para Manaus e países vizinhos – Venezuela e Guiana –, no bairro São Vicente. No local, Teresa ouviu as queixas dos refugiados, tendo na falta de comida, água e local apropriado para fazer higiene pessoal as principais reivindicações.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down