jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

“A construção do Linhão de Tucuruí é imprescindível, necessitamos de uma energia com qualidade para ajudar no desenvolvimento de Roraima”

Em entrevista ao programa Voz do Povo, transmitida por uma emissora de rádio de Brasília-DF, na quinta-feira (03), o Senador Mecias de Jesus (PRB/RR), falou sobre os problemas causados à população de Roraima com os constantes apagões que acontecem quase todos os dias. Roraima é o único Estado brasileiro que não pertence ao sistema interligado nacional de produção e transmissão de energia.

Segundo Mecias de Jesus, Roraima passou muito tempo desassistido pelo Governo federal, o que tornou o Estado o mais atrasado em relação ao resto do país. Diante desse cenário, ele promete pautar seu mandato na defesa do estado e uma das prioridades é a energia elétrica, já que Roraima é o único estado que não pertence ao Sistema Interligado Nacional (SIN) de produção e transmissão de energia.

“A construção do Linhão de Tucuruí é imprescindível, necessitamos de uma energia com qualidade para ajudar no desenvolvimento de Roraima. Não podemos depender da energia de Guri da Venezuela e das termelétricas. Tenho certeza que o presidente Jair Bolsonaro não medirá esforços para ajudar o Estado a sair da escuridão”, afirmou.

Mecias, também defende o fechamento da fronteira do Brasil com a Venezuela até que se estabeleça critérios para entrada de imigrantes. “Mais de cem mil venezuelanos já imigraram para o Brasil, por meio do Estado de Roraima, a fronteira está totalmente aberta facilitando a entrada de criminosos como, traficantes de armas, de drogas, assassinos e pessoas portadoras de doenças contagiosas”, apontou Mecias.

Ele destacou ainda que a migração trouxe sérios problemas para a segurança pública e também na área da saúde para o Estado. “O índice de criminalidade em Boa Vista e nos municípios do interior do Estado aumentou, o atendimento nos hospitais e unidades de saúde triplicaram. Com a polícia desassistida e sem apoio do governo federal fica muito difícil oferecer uma segurança de qualidade aos roraimenses, precisamos mudar urgentemente a lei de migração nacional”, defende o senador.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down