Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Diante das reclamações sobre a qualidade da prestação dos serviços de saúde, deputados querem informações para adotarem providências

A Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) solicitará informações à Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) sobre a assistência no Estado. As respostas da Pasta serão confrontadas com as inúmeras reclamações da população, e com base nestas informações, os deputados avaliarão como podem agir para melhorar a prestação deste serviço público.

A comissão deliberou pelo pedido formal destinado ao secretário estadual de Saúde, Ailton Wanderley, após deliberação na tarde de terça-feira, dia 26. No documento constarão as indagações dos parlamentares relacionadas às necessidades enfrentadas pelos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo o presidente da comissão, Neto Loureiro (PMB), o ofício deve ser encaminhado até o final desta semana. “Esse pedido é para que o secretário apresente os problemas do Estado, pois só conhecemos por meio da mídia. A partir do momento em que conhecermos a fundo o que se passa, vamos começar a tomar as nossas medidas.”

Durante a reunião, surgiu a ideia de que seja promovida uma audiência pública. Segundo Neto Loureiro, desde 2017 a Sesau não presta contas por meio de um relatório quadrimestral, conforme determina a legislação federal.

“Pediremos os relatórios quadrimestrais dos anos anteriores e da atual gestão. O secretário terá que vir para uma audiência pública para apresentar o relatório do quadrimestre”, explicou.

Durante a reunião, o deputado Nilton do Sindipol (Patriota) criticou a demora do Governo do Estado em resolver os problemas básicos inerentes à saúde pública. Citou como exemplo a ausência medicamentos e o cancelamento das cirurgias eletivas, principalmente a dos pacientes de ortopedia, por falta de materiais e da interdição do centro cirúrgico. Ressaltou que os servidores fazem grande esforço para atender, mas que ficam de mãos atadas por falta de estrutura.

“Queremos que os discursos e os atos se completem, e que melhore o atendimento ofertado pelo Estado. Não se tratam de críticas, mas das exigências do povo que já está cansado de eleger representantes que viram as costas para a população. A Comissão vai trabalhar diuturnamente para que esse cenário mude”, disse Nilton.

Participaram da reunião também os deputados Diego Coelho (PTC), Renato Silva (PRB) e Ione Pedroso (Solidariedade).

0
0
0
s2smodern

logo JRH down