Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Comissão Especial Externa criada na Assembleia Legislativa para conduzir o processo de preenchimento da vaga de conselheiro do TCE-RR (Tribunal de Contas de Roraima) marcou para a próxima segunda-feira (18), a partir das 10h, a sabatina dos 11 candidatos que estão concorrendo ao cargo.

Na reunião houve o comunicado da retirada da candidatura do deputado Jorge Everton (MDB). O relatório, apresentado pela deputada Betânia Medeiros (PV), foi aprovado pela comissão. Participarão da avaliação: Francisco Lima Batista, Kildo Pereira de Melo Neto, Francisco José Brito Bezerra, Walker de Oliveira Thomé, João de Carvalho, José Lurene Nunes Avelino Júnior, Maria Dantas Nóbrega, Mário Souza da Rocha, Maria Eliane Marques de Oliveira, Sebastião Ernesto Santos dos Anjos e Gladys Matilde Bueno Brasil.

De acordo com o diretor de Assistência ao Processo Legislativo, Jardel Silva, cada sabatinado terá um tempo estipulado pela comissão para responder aos questionamentos sobre conhecimentos jurídicos, contábeis e referentes ao cargo de conselheiro. “Após essa fase de sabatina, encaminharemos os nomes ao plenário que vai fazer a escolha, por meio de votação aberta, segundo o Regimento Interno.”

Após a sabatina, o Poder Legislativo dará publicidade aos nomes dos aprovados em edital. Cinco dias após esta publicação, os parlamentares apreciarão e votarão nos candidatos em sessão plenária. Aquele que obtiver o maior número de votos será escolhido para ocupar o cargo no TCE-RR.

Participaram da reunião os deputados Jalser Renier (SD) – presidente da comissão – além de Betânia Medeiros, Jeferson Alves (PTB), Ione Pedroso (SD), Jânio Xingu (PSB), Evangelista Siqueira (PT), Lenir Rodrigues (PPS), Catarina Guerra (SD), Neto Loureiro (PMB), Chico Mozart (PRP), Brito Bezerra (PP) e Odilon Filho (Patri).

CRITÉRIOS - A vaga a ser preenchida pelo novo conselheiro pertencia a Essen Pinheiro, falecido em janeiro de 2018. Para ocupar este cargo é preciso ter idade entre 35 a 65 anos, ser brasileiro, ter a reputação ilibada e possuir mais de 10 anos de atividade profissional nas áreas jurídicas, na administração pública, contábeis ou econômicas.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down