jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O deputado federal Haroldo Cathedral (PSD-RR) reuniu-se, nesta terça-feira (30), com o embaixador da Guiana no Brasil, George Talbot, para tratar sobre a criação de uma subcomissão da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional na Câmara dos Deputados voltada à integração Brasil/Guiana. A intenção é acompanhar e dar celeridade aos acordos de cooperação entre os países nas áreas de infraestrutura, defesa nacional, vigilância sanitária, saúde animal, sanidade vegetal, assuntos aduaneiros, circulação de pessoas, além de transporte de passageiros e cargas.

Durante a reunião, o deputado falou sobre a relevância desta parceria entre Brasil e Guiana, sobretudo na melhoria da infraestrutura logística entre os países. “A Guiana tem uma localização estratégica muito favorável à segurança externa do Brasil, além de representar uma janela de oportunidades para a economia do nosso país e, especialmente, da região Norte. Na infraestrutura, a concretização das obras de pavimentação da rodovia Lethen/Linden, do porto de águas profundas e a da hidrelétrica vão alavancar as exportações dos estados do Norte do Brasil e viabilizar o comércio com os países do Caribe, Europa e Ásia”, acrescentou Haroldo Cathedral.

De acordo com o embaixador da Guiana no Brasil, George Talbot, as descobertas de petróleo anunciadas pela empresa petrolífera dos Estados Unidos, Exxon Mobil, oferecem uma nova fronteira de colaboração com o Brasil. Segundo estimativa da referida empresa, a Guiana deve chegar a produzir 750.000 barris por dia até 2025.

Para o parlamentar, o objetivo da criação desta subcomissão é assegurar que a integração resulte em significativas melhorias das condições de vida das respectivas populações. “Nos próximos anos, a expectativa é de grande transformação da economia da Guiana e do Brasil. Portanto, precisamos acompanhar de perto o andamento do Acordo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI), firmado em dezembro de 2018, entre o Brasil e a Guiana e assim, garantir os avanços almejados.”

0
0
0
s2smodern

logo JRH down