jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O presidente da ALE-RR, Jalser Renier, anunciou que uma comitiva de deputados deverá in loco a construção da estrada que interligará Lethen a Georgetown

Deputados estaduais receberam, segunda-feira (20), na Assembleia Legislativa de Roraima, o embaixador-geral da Guiana no Brasil, George Tabolt. O diplomata foi tratar de assuntos pertinentes tanto ao Estado, como a cidade de Lethen – fronteira com o Brasil pela cidade de Bonfim – cuja estrada a ser construída ligará aquela cidade a Georgetown (capital da Guiana).

Na reunião, os parlamentares elencaram temas como potencialidade turística, viabilidade econômica para exportação, exploração de petróleo e, o principal, a interligação do Brasil direto à Georgetown.

Em 2017, o Governo brasileiro assinou um acordo de cooperação técnica com a presidência da Guiana para viabilizar o projeto de engenharia em parte da estrada que liga Lethen (fronteira com Bonfim) a Linden, última cidade antes da capital do país.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jalser Renier (SD), simboliza avanço e desenvolvimento para os 2 países. “Será um salto importante, pelas tratativas que o Estado brasileiro faz com a Guiana para que a construção dessa BR seja feita o mais rápido possível”, afirmou Jalser Renier.

Diante disso, o parlamentar anunciou a ida de uma comitiva de deputados ao país vizinho para acompanhar esta execução de perto. “Para saber o que nós, o Estado, a Assembleia, e também o Estado Brasileiro, através de nossos senadores e deputados federais, podemos fazer para avançar e evoluir com esse trato”.

Obras - A construção da rodovia que liga Lethen a Linden foi divida em 2 momentos, conforme explicou o embaixador da Guiana, George Tabolt. “A estrada está em curso. No lado da Guiana já começamos as obras de engenharia por um trecho que é mais ou menos 25% do percurso, já temos comprometido recursos para esse trecho”, depois será a fase de execução, prevista para o final do primeiro semestre de 2020.

Com a contrapartida braileira, o projeto de engenharia dos mais de 300 quilômetros após Lethen entrará em execução. “Estamos procurando os recursos necessários para construção. Temos apenas trato para projeto de engenharia e o que faltaria seriam os recursos necessários”.

A visita à Assembleia Legislativa, disse, faz parte de uma série de encontros com representantes do Estado. “Espero contribuir com a mobilização, um esforço comum, acho que o estado de Roraima tem muito interesse em relacionamento com a Guiana”.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down