jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Proposta prevê uma campanha educativa dentro de transportes coletivos para inibir ataques sexuais contra mulheres

Foi rejeitado com 13 votos, na sessão de ontem, terça-feira (11), na Assembleia Legislativa de Roraima, o veto do Governo do Estado ao projeto de lei apresentado pela deputada Aurelina Medeiros (Pode), sobre combate ao abuso sexual de mulheres em transportes coletivos. A matéria retornará ao Poder Executivo para sanção.

A justificativa do Governo do Estado é que a Casa não poderia legislar sobre transporte coletivo, o que na avaliação da autora da proposição, é um argumento equivocado. “O projeto não versa em legislar sobre transportes, não fala de contratos, de destinação. A gente fala de outra coisa, de criarmos campanha de conscientização no transporte coletivo”.

A parlamentar parabenizou a deputada Lenir Rodrigues (Cidadania) pelo relatório apresentado à CCJ - Comissão de Justiça e Redação Final, no qual a relatora defendeu que esta será mais uma política de proteção aos direitos das mulheres.

O projeto de lei prevê a disponibilização, em cartazes, dos números da Polícia Militar de Roraima (190) e o contato da Central de Atendimento à Mulher (180), como forma de encorajar as mulheres a denunciarem qualquer tipo de abuso dentro dos transportes coletivos.

Na reunião da CCJ, o deputado Renan Filho (PRB) defendeu a derrubada do veto governamental e afirmou que o Governo não apreciou a matéria com cuidado. “Acreditamos que o governador tenha sido mal assessorado, por isso concordo com a derrubada do veto”, disse.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down