jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Haroldo Cathedral vem fazendo uma forte gestão junto ao MAPA para reabertura do trânsito vegetal em Roraima. (Foto:Ascom)

O MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou, nesta quarta-feira (14/8), ações integradas de combate à Mosca da Carambola em Roraima. Foi confirmada a agenda no Estado da coordenadora Nacional do Programa de Erradicação da Mosca da Carambola do MAPA, Ana Gertrudes Gonçalves, em atenção ao apelo do deputado Haroldo Cathedral (PSD-RR).

No dia 6 de agosto, o deputado Haroldo esteve juntamente com o superintendente do Mapa em Roraima, Plácido Alves, e o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária, Sílvio de Carvalho, em uma audiência com o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Marcos Montes. Durante a reunião, o deputado cobrou iniciativas emergenciais de combate e monitoramento da mosca da carambola no estado de Roraima. O parlamentar defendeu a suspensão dos efeitos da resolução Nº 6 de junho de 2019, que inviabiliza a setor da fruticultura regional.

Na ocasião, o secretário-executivo do Ministério da Agricultura assegurou que iria restabelecer o repasse, através da descentralização de recursos ao Estado, além da adoção de medidas para garantam áreas livres de pragas em Roraima.

A Coordenadora Nacional do Programa de Erradicação da Mosca Da Carambola, Ana Gertrudes Gonçalves, chegou a Roraima na manhã desta quarta-feira, e pretende se reunir com representantes do setor produtivo, da Federação da Agricultura, com técnicos da Agência de Defesa Agropecuária do Estado (ADERR), e da Superintendência Federal de Agricultura (SFA) em Roraima, além de representantes do Consulado da Guiana.

A intenção é iniciar as tratativas da reabertura do estado para a comercialização de frutas hospedeiras. Ana Gertrudes irá ainda analisar o plano apresentado pela ADERR, com o detalhamento das ações, localização espacial das barreiras fitossanitárias e o cronograma de atuação. Após aprovado o cronograma, previsto para esta semana, espera-se o restabelecimento dos repasses que irão fortalecer o trabalho de fiscalização e monitoramento da praga.

Haroldo Cathedral vem fazendo uma forte gestão junto ao MAPA para a reabertura do trânsito vegetal em Roraima. “Esta suspensão da comercialização de frutas atinge diretamente mais de 20 mil produtores em Roraima, em virtude de barreiras de controle que estão inativas. Este impedimento representa um prejuízo de mais de mil toneladas apenas na produção de manga e laranja. Portanto, precisamos da implementação urgente de iniciativas que garantam uma maior segurança fitossanitária na região”, ressaltou o parlamentar.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down