jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Oleno Matos, chefe da Casa Civil, fez leitura de mensagem da governadora Suely Campos, onde reforça a intenção de parceria e harmonia entre poderes

1502 Ano Legislativo Oleno Matos2“Nós esperamos um relacionamento de parceria. Não vemos motivo para que este ano a Assembleia e o Executivo tenham relacionamento mais distante”. A declaração, do secretário-chefe da Casa Civil e deputado estadual licenciado, Oleno Matos, marcou a abertura do ano legislativo na ALE (Assembleia Legislativa do Estado), na manhã desta segunda-feira (15), na presença de autoridades civis e militares.

Matos representou a governadora Suely Campos, que não compareceu à ALE em razão do reconhecimento de estado de situação de emergência, por parte do Governo Federal, e por estar diretamente ligada às tratativas para a liberação de recursos na ordem de R$ 46 milhões para Roraima e a vinda de ministros ao Estado ainda esta semana.

“É evidente que precisamos melhorar o relacionamento e é isso que o governo quer”, disse Matos, que assumiu a Casa Civil com a meta de estreitar as relações institucionais entre os poderes constituídos e buscar melhor entendimento com a ALE. “O meu papel nesse processo é ser mediador. Precisamos unir forças para enfrentar a crise nacional que estamos vivendo e todos os Poderes têm que estar unidos”, enfatizou.

Na leitura, Matos apontou os avanços alcançados pelo Governo do Estado no ano passado, primeiro ano de gestão de Suely Campos. Um dos assuntos de maior destaque foi sobre a regularização das terras, que estava estagnada há 16 anos, e a futura ligação de Roraima ao SIN (Sistema Interligado Nacional), por meio do Linhão de Tucuruí – obra na divisa com o estado do Amazonas.

Além disso, ele narrou os avanços nas áreas da saúde, com as obras do HGR (Hospital Geral de Roraima), HC (Hospital das Clínicas) e Casa da Gestante, todas encontradas abandonadas no início da gestão e que hoje estão com quase 100% da estrutura física concluída.

Matos apontou a melhoria da alimentação escolar para os mais de 75 mil alunos da rede estadual de ensino, com gêneros que atendem aos índices calóricos preconizados pelo Ministério da Educação. A explanação abordou também outras áreas de governo, como a Agricultura, Desenvolvimento, Infraestrutura, Trabalho e Bem Estar Social.

O chefe da Casa Civil falou também sobre os programas de governo, com destaque ao Progredirr, que tem como meta promover avanço em todas as frentes de trabalho do governo, alavancando em especial o setor produtivo. “Estamos trabalhando pelo desenvolvimento de Roraima e em busca de uma nova matriz econômica e fizemos questão de prestar contas para todos os presentes”, disse.

No discurso, Matos propôs um 'pacto por Roraima', em busca do desenvolvimento do Estado a fim de atender aos anseios da sociedade. Sobre o orçamento, em pauta na Casa Legislativa, o chefe da Casa Civil alertou para redução de recursos, o que deve ser discutido e evidentemente dividido entre os poderes.

“O orçamento é prioridade, porque esse discurso de que a peça orçamentária é mera ficção não existe. Deve ser tratada com devido respeito. É através dela que executamos todas as ações nas políticas públicas. Não queremos ter uma peça orçamentária que não condiz com a realidade e é o que vamos buscar nesses primeiros dias dentro da ALE”, disse.

Austeridade

Considerando a peça orçamentária e atual crise enfrentada no Brasil, Matos descreveu os atos de austeridade adotados pela gestão de governo, dentre eles a redução de 20% dos salários da governadora, vice, secretários e adjuntos, além de autarquias e outros órgãos da estrutura de Governo.

“O que o Governo tem que fazer é o que já está sendo providenciado, tomando medidas para a redução dos gastos. Temos que potencializar o orçamento do Estado e o Governo está mostrando que está disposto a isso. Esperamos que os demais órgãos e poderes possam, juntos conosco, a ajudar a enfrentar a crise”, frisou.

Além dessas medidas anunciadas na Assembleia, Matos falou da reforma administrativa, que está sendo trabalhada pela equipe de Governo. Conforme ele, até o início de março será anunciado mais um pacote de medidas, com extinção e fusão de Secretarias, a fim de diminuir os gastos com a máquina e atender ao orçamento reduzido.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down