jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

No conjunto de 35 metas anunciadas em coletiva, em Brasília, estão a gestão de patrimônios culturais e o aproveitamento turístico de áreas da União

Em coletiva de apresentação das Metas Nacionais Prioritárias para os primeiros 100 dias de governo do presidente Jair Bolsonaro, realizada na tarde desta quarta-feira (23) em Brasília, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, anunciou a agenda estratégica de trabalho do Turismo para o período.

As ações visam melhorar o ambiente de negócios do setor e potencializar a atração de investimentos para o Brasil, estimulando a concorrência do mercado e o aumento do fluxo de turistas nacionais e internacionais. Segundo Lorenzoni, “a ideia é aumentar de 6,6 milhões de visitantes estrangeiros por ano para 12 milhões. Claro que isso não será feito em 100 dias mas vamos começar a trabalhar para alcançar essa meta, que é transversal porque envolve também outras pastas”, explicou.

Atualmente, o setor é responsável por cerca de 7 milhões de empregos diretos e indiretos no país. Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, o objetivo é promover o desenvolvimento do Brasil por meio do turismo. “As ações terão impacto direto no ambiente de negócios do país como um todo, bem como melhorias na vida dos cidadãos brasileiros. Estou confiante de que o setor de viagens liderará um novo ciclo econômico e estamos trabalhando para que os resultados venham o mais breve possível”, afirmou.

O Ministério do Turismo vai trabalhar para instituir a Política Nacional de Gestão Turística dos Patrimônios Mundiais. A edição de um decreto com essas diretrizes deve contribuir para o incremento sustentável da visitação nas cidades históricas, viabilizando a preservação e valorização da cultura local. A proposta pretende, também, possibilitar o ordenamento do turismo nos Patrimônios Naturais Mundiais do Brasil, como uma estratégia fundamental para a conscientização da sociedade sobre a importância da proteção do meio ambiente.

A segunda medida é a publicação da Instrução Normativa que define regras e procedimentos para a cessão de terrenos da União ao Ministério do Turismo, imóveis (terrenos e edificações) com potencial para o desenvolvimento sustentável do turismo. A ideia é fazer a gestão dessas áreas com alta atratividade turística, mas que estão em desuso ou em depreciação, e também desenvolver, ali, concessões de atividades típicas do setor de Viagens.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down