Banner WhatsApp

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Sexta-feira, 27 de abril de 2018
A BURRICE É UMA CIÊNCIA?

- Se atravessar a fronteira da Coreia do Norte ilegalmente, será condenado a 12 anos de trabalhos forçados.
- Se atravessar a fronteira do Irã ilegalmente, será detido sem limite de prazo.
- Se atravessar a fronteira do Afeganistão ilegalmente, será alvejado.
- Se atravessar a fronteira da Arábia Saudita ilegalmente, será preso.
- Se atravessar a fronteira chinesa ilegalmente, nunca mais ninguém ouvirá falar de você.
- Se atravessar a fronteira venezuelana, será considerado um espião a serviço dos EUA e o seu destino está traçado.
- Se atravessar a fronteira cubana ilegalmente, será colocado no paredão e fuzilado
- Se atravessar a fronteira americana ilegalmente, será preso e deportado para o seu país.
No entanto, se você entrar por alguma fronteira do BRASIL ilegalmente, receberá prontamente:
- Um abrigo
- Um trabalho
- Carta de motorista
- Cartão Cidadão (INSS) de Saúde
- Segurança Social
- Crédito Familiar
- Cartões de Crédito
- Renda de casa subsidiada pela CDHU ou empréstimo bancário para a sua compra
- Escolaridade gratuita
- Serviço Nacional de Saúde gratuito
- Será enquadrado no sistema de cotas e excluirá um brasileiro
- Poderá ser um representante no Parlamento
- Poderá votar, e mesmo concorrer a um cargo público
- Ou até mesmo fundar o seu próprio partido político!
- Receberá mensalmente Bolsas-ESMOLAS
E, por último, mas não menos importante: poderá se manifestar nas ruas e até queimar a nossa bandeira,ônibus, repartições Públicas e Bancos. No entanto, se eu quiser impedi-lo, SEREI considerado politicamente incorreto!
Sem dúvida que parece irreal, mas é a mais pura das verdades! O pior de tudo: o povo paga essas contas! Ruy Barbosa tinha razão quando dizia: "Há tantos burros mandando em homens de inteligência, que às vezes fico pensando, se a BURRICE não será uma CIÊNCIA."

(Enviado por Rosângela Oliveira)

0
0
0
s2smodern

logo JRH down