CABOS E SOLDADOS | Codesaima convoca moradores para regularização de residências

A campanha de regularização do conjunto habitacional Cabos e Soldados, realizado pela Companhia de Desenvolvimento de Roraima, iniciou ontem, segunda-feira, 13, e segue até a próxima sexta-feira, 17.

A Codesaima concentra seu trabalho nos conjuntos habitacionais construídos a partir de 1979 e que ainda constam como pertencentes à empresa. Esta é a oportunidade de o mutuário passar a ser reconhecido como o verdadeiro proprietário de sua residência.

Equipes de funcionários da Empresa, devidamente identificados, estão percorrendo as ruas do conjunto, fornecendo informações aos moradores, que devem comparecer, munidos de documentos, na Escola Estadual Pastor Fernando Grangeiro de Menezes, no horário das 7h30 às 13h30. No local servidores fazem o cadastramento e iniciam o processo de legalização dos imóveis.

A ação faz parte do programa Aqui Tem Dono, que realiza a regularização urbana e rural, num esforço conjunto do Governo do Estado, Codesaima e Iteraima.

O morador, Edvaldo Braga Barbosa, disse que espera há 21 anos para transferir seu imóvel para o seu nome. “Já tinha tentado outras vezes, mas desisti devido a tanta burocracia. Acho que agora vai dar certo. Pode haver algum imprevisto e é preciso deixar isso resolvido para a minha família”, revelou. Ele conta que viu a notificação na caixa de correio e como é o segundo dono da casa, pegou o recibo de compra e venda e se dirigiu para a escola.

Os funcionários que percorrem as ruas revelam essa situação. Devido ao serviço ser no período da manhã, muitas casas estão fechadas. O procedimento é deixar a notificação na caixa de correio e ficar retornando até que o contato seja feito. “Não vamos desistir. Procuramos um filho, sobrinho, alguém que possamos deixar um recado para o proprietário ir com os documentos fazer o cadastro”, detalhou Odinei Araújo, servidor que compõe uma das equipes.

Na escola os moradores são recepcionados e apresentam os documentos da residência. Além dos funcionários que checam os papéis, uma equipe da Procuradoria da Codesaima está a postos para esclarecer qualquer dúvida jurídica do processo.

A meta é que, até o dia 17, todos os 150 imóveis do conjunto sejam notificados e seus moradores compareçam para efetuar o cadastro.

A atendente Lailana Andrade explicou que no primeiro dia, foram atendidas 25 pessoas e que o tempo de espera na fila é, em média, de 6 a 8 minutos. “ Tivemos apenas dois casos mais demorados, que duraram uns 20 minutos”, contou.

A presidente da Codesaima, Izabela do Vale Matias e o diretor de Habitação, Rodrigo Ávila, acompanharam os serviços. Izabela destacou a importância dessa campanha, que foi determinada pelo governador, Antônio Denarium. “Essas pessoas que tem seus imóveis há 30 ou 20 anos vivem nesta insegurança jurídica com seus imóveis ainda no nome da Codesaima, com contratos de gaveta. E hoje, estamos com esta campanha de regularização urbana, em parceria com o Iteraima, que já começou a sua regularização rural”, disse. 

Ela afirmou também que a ação se estenderá para outros conjuntos como Mecejana, Caçari I e II, Pricumã I e II, Boa Vista I e II.


Imprimir   Email